Jornal revela "motivos" que podem levar Courtois ao Real Madrid

Em entrevista, o goleiro belga admitiu que o fato de seus filhos viverem na capital espanhola pode pesar na transferência: "Meu coração está em Madri"

False
343198

O belga Thibaut Courtois pode estar muito perto de retornar a Madrid, mas não para o Atlético, seu ex-clube. O interesse do Real Madrid, maior rival dos Colchoneros, parece ser recíproco, já que “dois” motivos bastante pessoais fazem o goleiro do Chelsea enxergar com bons olhos um retorno à capital da Espanha.

Decisões na Libertadores e Copa do Brasil: a semana no FOX Sports 

"Minha vida pessoal está relacionada com a cidade de Madri, você sabe. Meus dois filhos vivem lá com a mãe. Eu vejo minha filha todos os dias no Facetime. Meu filho ainda é pequeno demais para se comunicar assim. Toda vez que tenho a oportunidade, tento fazer uma viagem à Espanha. Nem sempre é fácil. Sim, meu coração está em Madri. É lógico e compreensível", contou o jogador em entrevista à revista Sport / Foot.

Questionado se há um interesse real dos Merengues, respondeu: “Eu não sei. Se eles quiserem, eles devem entrar em contato com o Chelsea. Vamos ver. Mas eles nunca fizeram isso. O que é certo é que eu voltarei um dia para Madri. Eu amo a Espanha, amo esta cidade, passei três anos maravilhosos lá. É lá que me tornei adulto. O Atlético era um verdadeiro grupo de amigos. Nós saímos juntos, meus companheiros de equipe me ensinaram um idioma que eu não conhecia quando cheguei. Quando eu parti, chorei. Meus primeiros dias em Londres não foram simples. Agora, eu me sinto muito bem aqui”, disse o atleta que disputará sua segunda Copa do Mundo pela seleção belga, em junho.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Novamente perguntado se a presença dos seus filhos na cidade espanhola pesaria numa possível transferência, Courtois finalizou: “Se Madrid está realmente interessado, minha situação pessoal pode afetar, sim. O aspecto familiar não tem preço. Mas repito que, por enquanto, estou ocupada conversando com o Chelsea para renovar”.

O vínculo do atleta com a equipe inglesa dura até junho de 2019. Ou seja, caso o Chelsea não renove o contrato ou aceite negociar o jogador na janela de verão europeia, o belga poderá assinar um pré-contrato com os Galácticos a partir de janeiro.

Saiba mais:

Fla recebeu oferta por Paquetá

Andrés defines nomes no Timão

PSG e Real querem joia do Barça

Crédito Foto: Facebook / Chelsea Football Club

Deixe seu comentário