Após susto, policiamento é reforçado em Interlagos, e FIA manda recado

Após susto, policiamento é reforçado em Interlagos, e FIA manda recado

Federação Internacional de Automobilismo (FIA) recomendou a todos que estão trabalhando durante o GP do Brasil de Fórmula 1 que tomem precauções na saída do autódromo

Gazeta Press

Após uma van com membros da equipe Mercedes ser assaltada na noite da última sexta-feira, em frente ao Autódromo de Interlagos, a segurança foi reforçada na região. Neste sábado, várias viaturas da Polícia Militar e Civil fizeram rondas nos arredores do complexo.

Na ocasião, os integrantes da equipe alemã tiveram alguns de seus pertences roubados pelos bandidos, mas não foram feridos. De acordo com relato do piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, o veículo que ia em direção ao hotel em que os membros estão hospedados chegou a ser alvo de tiros durante o assalto.

Veja também:

Fla e Palmeiras miram Diogo Barbosa

Messi sonha disputar a Libertadores

Corinthians abre o jogo sobre Zeca

Em comunicado oficial emitido na noite deste sábado, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) recomendou a todos que estão trabalhando durante o GP do Brasil de Fórmula 1 que tomem precauções na saída do autódromo, como a retirada dos adesivos que liberam a entrada de veículos após estes deixarem o local.

Após o treino classificatório, realizado na tarde deste sábado, o brasileiro Felipe Massa, da Williams, disse se sentir envergonhado pelo ocorrido, já que é o único piloto anfitrião do evento. Indignado, Lewis Hamilton, campeão de forma antecipada do Mundial, demonstrou revolta com o perigo a que sua equipe foi submetida e pediu medidas de segurança mais eficientes na F1.

Na noite deste sábado, as vans da Mercedes saíram em comboio do Autódromo de Interlagos. Em entrevista coletiva, o chefe da equipe, o austríaco Toto Wolff, lamentou a necessidade de se elevar o estado de alerta.

“Não deveríamos precisar de escolta e carros blindados para ter segurança da pista para o hotel e coisas assim. Mas essas são as circunstâncias. Talvez a nossa abordagem aqui venha sendo um pouco leve demais, porque o Brasil é um país muito legal. Mas acho que foi um momento muito assustador para o pessoal”, afirmou.

Penúltima etapa do Mundial 2017, a corrida do GP do Brasil está prevista para começar às 14 horas (de Brasília) deste domingo. O campeonato se encerrará no dia 26 de novembro, em Abu Dhabi.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade