Wenger muda discurso e revela quando Arsenal pode vender dupla Sanchez e Özil

Técnico dos Gunners admitiu pela primeira vez que jogadores podem ser negociados até mesmo na próxima janela europeia: ‘É possível’

False
326576

O técnico do Arsenal, o francês Arsène Wenger, admitiu nesta quinta-feira (12) que "é possível" que o atacante Alexis Sánchez e o alemão Mesut Özil deixem o clube londrino em janeiro do próximo ano. Os contratos de ambos se encerram em junho de 2018, mas, apesar das tentativas de renovação do Arsenal, ainda não houve acordo. No entanto, Wenger se mantém otimista e acredita que os dois jogadores continuarão a defender os 'Gunners'.

"Na situação em que estamos, estudamos todas as soluções. É possível", respondeu o francês ao ser perguntado se o chileno e o alemão poderiam deixar o clube na próxima janela do mercado de transferências.

Veja a programação do FOX Sports

Özil que chegou ao Arsenal em setembro de 2013, está no radar de Manchester United e Fernerbahçe. No entanto, o agente do jogador, Erkut Sogut, revelou nesta mesma semana que o meia pretende jogar no futebol inglês "durante mais dois ou três anos" e que a negociação com o Arsenal "está caminhando bem".

"Pelo que sei, ele quer ficar (na Inglaterra). Sempre disse que o fato de não ter chegado a um acordo no ano passado não significa que vai embora. Mas, neste momento, não estamos perto de anunciar nada", comentou Wenger.

O caso de Alexis Sánchez é similar, e também poderia abandonar o clube em junho de graça caso não assine uma renovação. O chileno, que foi contratado pelo Arsenal em julho de 2014, já esteve perto de sair na última janela.

"Os dois jogadores estão contentes aqui e acredito que podemos dar a volta por cima nesta situação", analisou Wenger, que disse que conversará com Sánchez em sua volta a Londres após a dolorosa derrota por 3 a 0 para o Brasil, resultado que deixou o Chile fora da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018.

"Terei de falar com ele. Estou mais preocupado pelo que vi na partida (Brasil e Chile) e pelo quão difícil foi. Foi um encontro muito físico. Terei de ver como ele está mentalmente quando retornar amanhã (sexta-feira)", comentou.

O técnico francês também informou na mesma coletiva de imprensa que o zagueiro alemão Shkodran Mustafi sofreu uma lesão na região posterior da coxa e desfalcará o time entre quatro e seis semanas.

(Crédito da imagem: Getty Images)

Deixe seu comentário