Thiago Neves manda recado sobre 'turbulência política' do Cruzeiro: "Não atrapalhem nosso ambiente"

Após vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, meia lamenta saída de Bruno Vicintin, ex-vice-presidente da Raposa, mas prefere exaltar comprometimento dos jogadores diante da situação

Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo
325917

Thiago Neves chama para si a responsabilidade no Cruzeiro. No campo e também fora dele. Neste sábado (7 de outubro), o meia foi decisivo ao marcar um dos gols na vitória da Raposa sobre a Ponte Preta, por 2 a 1, no Mineirão, em partida antecipada pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Após a partida, o jogador não fugiu das perguntas envolvendo os bastidores políticos do clube celeste, que teve Wágner Pires de Sá eleito novo presidente, saída do então vice-presidente de futebol Bruno Vicintin, chegada de um novo diretor, Itair Machado, além da especulação de uma possível saída do técnico Mano Menezes

"Não queremos participar disso (jogadores sobre política do clube). Diretoria, presidência, isso não é com a gente. É um pouco complicado. Tinha uma pessoa que a gente gostava muito, o Bruno (Vicintin). Era um parceiro, aí deixa o cargo, foi falar com os jogadores e se emocionou. Você acaba se apegando as pessoas, ele foi um dos responsáveis por eu ter vindo para o Cruzeiro. Quem tiver chegando, pode vir tranquilo, venha para nos ajudar, é um grupo muito bom, profissionais de alto nível. Não queremos que atrapalhem nosso ambiente, que é muito bom. Só esperamos disso das pessoas que vão chegar", afirmou Thiago Neves. (Veja no vídeo acima)


FOTO: DOUG PATRÍCIO / BRAZIL PHOTO PRESS

Deixe seu comentário