Exclusivo: Leila diz qual é a meta no Palmeiras, até quando fica e título sonhado

Empresária e investidora falou sobre o atual momento do Alviverde na temporada, além de assuntos polêmicos como as ausências de títulos nesta temporada

False
322333

Responsável por grande parte dos investimentos realizados pelo Palmeiras nos últimos dois anos, a empresária e parceira do clube Leila Pereira conversou com exclusividade com o FOX Sports. Durante o Expediente Futebol, a investidora falou sobre o ano do Palmeiras, os grandes gastos realizados com o time e a instituição paulista, além das aspirações para a próxima temporada.

Em recentes entrevistas, a empresária revelou que sonha em permanecer no Palmeiras até a conquista do ‘bicampeonato mundial de clubes’. A grande reformulação e a contratação de peças caras do futebol sul-americano como Miguel Borja e Alejandro Guerra e a frustração por parte das ausências de títulos até o momento nesta temporada. Confira abaixo os principais tópicos da entrevista:

Ficar até título Mundial

“Eu, na festa de aniversário do Palmeiras, disse que minha meta é conquistar o bicampeonato (mundial) com nossas marcas estampadas na camisa do Palmeiras, vou lutar com tudo e não perco gol, sou uma pessoa obstinada. Mas não depende só de mim, mas vou lutar. Quem me dera se eu pudesse determinar um prazo para ser bicampeã mundial, eu não tenho. Mas vou continuar contribuindo como fiz nos últimos anos”.

Satisfeita com o ano do Palmeiras?

“Minha expectativa sempre é a melhor possível para o Palmeiras, e quando contribuo para um Palmeiras mais forte podemos ter êxito ou não. Futebol não é ciência exata. Claro que fico triste porque não ganhamos o que poderíamos, mas se quem investisse mais seria o campeão...mas futebol não é assim. Tenho muita tranquilidade e acredito que a gente possa chegar bem no Brasileiro”

O ano foi frustrante?

Desde o início do ano não ouvi um jornalista especializado que não dissesse que nosso elenco era o melhor. Eu nunca criei expectativa, mas trabalhava de acordo com o que a diretoria do futebol queria. Não nasci ontem, eu fico triste, mas frustrada não. Temos um excelente elenco e tenho certeza que trabalharemos por novos títulos esse ano e ano que em. O Palmeiras, apesar e nós todos queremos títulos, ele nunca me trouxe frustração. O Palmeiras só me traz felicidades. Eu olho para frente, e nosso relacionamento é saudável. Não uso a palavra frustração.

Deixe seu comentário