Rincon revela sonho de treinar seu ex time no Brasil e diz por que Luxa nao ganhou mais titulos

Rincón revela sonho de treinar seu ex-time no Brasil e diz por que Luxa não ganhou mais títulos

Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, o ex-jogador da seleção colombiana afirmou que ainda não desistiu da carreira de treinador

Artur Rocha

Longe do futebol brasileiro desde 2011, quando treinou o seu último clube no país, o Flamengo-SP, Freddy Rincón ainda não desistiu de seguir na função. Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, o ex-jogador de Palmeiras, Corinthians, Santos e Cruzeiro revelou que ainda deseja comandar mais uma equipe na carreira e tem até o nome na ponta da língua.

Fla exclusivo, Corinthians e Santos no FOX Sports

Ícone do futebol colombiano nos anos 1990, onde se destacou atuando pelo América de Cali, Rincón pode até ter três Copa do Mundo na bagagem, mas foi no Brasil onde se consagrou. Em 1994, desembarcou no país para a sua primeira passagem no Palmeiras, onde no mesmo ano foi campeão paulista. Retornou dois anos mais tarde, em 1996 - após vestir as camisas de dois gigantes europeus Napoli e Real Madrid -, mas foi em 1997 que ele iniciou uma gloriosa trajetória pelo Corinthians, onde foi bicampeão brasileiro (1998 e 1999) e Campeão do Mundo nos anos 2000.

De volta a Colômbia, Rincón tem passado a maior parte do tempo ao lado da família, mas admite que ainda não se aposentou de forma definitiva do futebol. Reconhecendo ter um temperamento difícil, o ex-jogador admite que ainda pensa em voltar a comandar uma equipe.

 “Estou na Colômbia, decidi voltar para ver a família, algumas outras coisas também, até porque eu fiquei muito tempo fora. Penso sim (em voltar a ser treinador), mas aqui na Colômbia é difícil porque eu – e vocês aí do Brasil me conhecem - sou uma pessoa que fala as coisas de uma forma clara, eu não fico enrolando para falar, e as pessoas não gostam, mas esse é um lado que eu não vou mudar porque eu não vou deixar de ser como eu sou”, afirmou o colombiano, que apontou o nome, gênero, número e grau do time que ainda deseja treinar.

“O Corinthians, lógico. É o sonho que eu ainda tenho dentro do futebol”, pontuou.

Saiba mais:

Ex-presidente detona escalação do Fla

Amigo ‘entrega’ futuro de Diego Costa

Emprestado, atacante pensa no Palmeiras

Como treinador, Rincón comandou apenas equipes brasileiras: começou no Iraty-PR (2006), passou por São Bento-SP (2007), São José-SP (2009), até ser técnico do Sub-20 do Corinthians, em 2009. No ano seguinte, ainda foi assistente técnico ao lado de Vanderlei Luxemburgo no Atlético-MG.

A relação com Luxa, inclusive, também é bem lembrada pelo colombiano, que considera o treinador um dos melhores que já o comandou. Hoje à frente do Sport, Luxemburgo vem de uma fase de seis partidas seguidas sem vitória. E para Rincón, isso tem explicação.

“Eu vejo assim: O Vanderlei para mim foi um dos melhores técnicos que eu tive, mas eu acho que o Vanderlei parou um pouco de trabalhar, e os técnicos têm que estar sempre se atualizando, se renovando, porque sempre tem alguém por trás, trabalhando, querendo ganhar de você, é uma competição. E o Vanderlei tem um tempo que ele parou, não se dedicou do jeito que ele se dedicava, e é lógico que o futebol cobra esse tipo de coisa”, completou.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade