"Não dá para massacrar o Cuca e falar que está desequilibrado", defende Mattos

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (14 de julho), diretor de futebol do Verdão saiu em defesa do comandante, que recebeu críticas pelo momento ruim do time na temporada

compartilhado
Cuca sofre pressionado no comando do Palmeiras (Getty Images)
Cuca sofre pressionado no comando do Palmeiras (Getty Images)
313365
compartilhado

Idolatrado no ano passado, quando venceu o Campeonato Brasileiro, Cuca vive um momento diferente no atual cenário do Palmeiras. Depois de assumir o cargo de Eduardo Baptista, o comandante era a esperança de dias melhores no clube, mas o time não encontra um bom futebol.

Por conta das derrotas para o Barcelona-EQU, no confronto de ida das oitavas da Conmebol Libertadores Bridgestone, e para o Corinthians, o clima piorou no Allianz Parque. Com isso, críticas foram disparadas ao técnico da equipe. Só que Alexandre Mattos, diretor de futebol do Verdão, caiu em defesa de Cuca:

"Não dá para massacrar o Cuca e falar que está desequilibrado. Ninguém sofre mais que o Cuca, o torcedor, o presidente e a minha pessoa. Eu não dormi até hoje. Ainda não conseguimos ajustar o time. O Cuca também não tá dormindo. Vamos ter que encontrar isso nos jogos, contra o Vitória, contra o Flamengo, para achar o time ideal", afirmou.

Apesar de estar vivo ainda na Copa do Brasil e Conmebol Libertadores Bridgestone, o Palmeiras segue pressionado. Alguns jogadores, como Tchê Tchê e Prass, já não são mais unanimidades. Mesmo assim, Mattos destaca a força do clube, que mudou de patamar nos últimos anos:

"É gostoso ver pressão da mídia, da torcida, falaram que vai ter manifestação, porque o Palmeiras não vai ser campeão. Há pouco tempo, essa pressão era porque o Palmeiras brigava para não cair. Hoje, a preocupação é que se não for campeão, o Palmeiras acaba. A cobrança aqui é de fazer o melhor. Quem não fizer, vai seguir o caminho natural".

Saiba mais:

Flamengo quer chileno

Felipão expulsa Paulinho

Quesada: Mina exagerado

Deixe seu comentário