Diego Alves comenta elogios de Messi e CR7 e diz: "É sempre bom saber que eles me respeitam"

Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, goleiro do Valencia fala sobre boa temporada que fez, a fama de pegador de pênaltis que ganhou na Europa e sobre como é o contato com as maiores estrelas do mundo da bola

compartilhado
Diego Alves foi convocado por Tite após mais uma boa temporada com a camisa do Valencia (Getty Images)
Diego Alves foi convocado por Tite após mais uma boa temporada com a camisa do Valencia (Getty Images)
310752
compartilhado

Goleiro com mais pênaltis defendidos na La Liga Santander, 25 no total, Diego Alves é sucesso no futebol espanhol por conta das boas temporadas feitas com a camisa do Valencia. E toda a habilidade do brasileiro nas cobranças é recompensada com elogios de adversários. Em especial, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, principais jogadores da atualidade e que já sofreram com a técnica do paredão.

Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, Diego falou um pouco sobre esse contato com as estrelas. Admitiu que já recebeu elogios da dupla e que a sua fama de muralha também se espalha por toda a Europa. Inglaterra e Itália são países que fazem alvoroço a cada boa atuação do arqueiro:

"A fama é estendida por todos. No futebol, inclusive na Inglaterra, Itália, muita gente comenta. Algumas conversas depois dos jogos, mas nada demais. Cristiano Ronaldo me parabenizou da última vez, Messi também. O tempo que jogo lá, já adquiri um respeito pela duas partes, tanto da minha quanto deles. É sempre bom saber que eles me respeitam pelo jeito que sou", afirmou.

Saiba mais:

Fla prepara pacotão de reforços

Arsenal quer sensação da Europa

City promete bolada por zagueiro

Aos 32 anos, Diego Alves vive o auge da carreira. E por conta disso, aposentadoria é algo que não passa pela sua cabeça no momento. E para continuar atuando em alto nível, o brasileiro vê um goleiro no futebol europeu como exemplo para seguir nos gramados mesmo com uma idade avançada:

"Encerrar? Nossa, você já quer encerrar minha carreira? Eu nunca pensei. O importante é parar em alto nível. O Buffon, por exemplo, pode encerrar a carreira no melhor momento. Então, é isso que vou buscar. Parar no momento certo e que esteja bem", finalizou.

Deixe seu comentário