Rincón não titubeia entre Palmeiras 94 x Corinthians 2000: "Palmeiras era melhor"

Em entrevista ao FOXSports.com.br, ex-volante com passagem pelas duas equipes não ficou em cima do muro. Mesmo mais identificado ao Timão, ele admitiu que o time comandado por Luxemburgo era superior tecnicamente

compartilhado
Rincón foi o capitão da conquista do Mundial de Clubes do Corinthians, no Maracanã, em 2000 (Getty Images)
Rincón foi o capitão da conquista do Mundial de Clubes do Corinthians, no Maracanã, em 2000 (Getty Images)
305074
compartilhado

Marcação forte, técnica apurada e um espírito de liderança único. Esse era Freddy Rincón, o colombiano que conquistou o futebol brasileiros nos anos 90. Jogou no Palmeiras, Santos e Cruzeiro, mas foi com a camisa do Corinthians que ele viveu seu melhor momento no futebol. Capitão de um dos maiores times da história do clube, ele, no entanto, afirmou ter atuado em uma equipe melhor no Brasil do que aquela campeã mundial formada por craques como Vampeta, Marcelinho, Ricardinho, Edilson e companhia.

Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, o ex-volante não ficou em cima do muro. Muito menos deixou o coração alvinegro falar mais alto. Perguntado sobre quem tinha uma equipe melhor, na comparação entre o Palmeiras de 94 e o Corinthians de 2000, Rincón respondeu de primeira:

"O Palmeiras era melhor. Tecnicamente, era um time superior. Jogaram vários craques juntos. Era um futebol claro, de técnica. Além de Edmundo e Evair na frente", afirmou.

Veja mais: 

Furacão vira e avança às oitavas

Veja os gols da queda do Fla

Mancuello na mira do Corinthians

Mas os elogios não foram resumidos apenas à dupla de ataque daquele time do Verdão. Segundo o ex-volante, a equipe formada por Vanderlei Luxemburgo no auge da era Parmalat era espetacular. Em 94, o Palmeiras sagrou-se bicampeão brasileiro, já que havia conquistado o mesmo torneio no ano anterior, também com o mesmo comandante à frente do itme:

"Além da dupla de ataque, o meio-campo era fantástico. César Sampaio, Mazinho, Zinho e Rivaldo. Na lateral, o Roberto Carlos. Tinha muito jogador craque. Era diferente. O time se tornou base da Seleção Brasileira", finalizou.

Time-base Palmeiras 94: Velloso; Cláudio, Antonio Carlos, Cleber e Roberto Carlos; César Sampaio, Flávio Conceição e Zinho; Rivaldo, Edmundo e Evair.

Time-base Corinthians 2000: Dida; índio, Adilson Batista, Fábio Luciano e Kleber; Rincón, Vampeta, Ricardinho e Marcelinho Carioca; Edilson e Luizão.

Deixe seu comentário