Andy Murray afirma que feito de Roger Federer na Austrália foi incrível

Andy Murray afirma que feito de Roger Federer na Austrália foi “incrível”

Atual número um do mundo disse que poucos conseguem voltar de lesão em um nível tão alto quanto o demonstrado pelo tenista suíço. Federer bateu seu 'arquirrival' Rafael Nadal na decisão

Gazeta Press

A grande final do Aberto da Austrália deste ano, entre Roger Federer e Rafael Nadal, segue repercutindo no tênis mundial. Desta vez foi Andy Murray quem comentou sobre o épico e inesperado duelo entre os dois principais tenistas da última década.

Em entrevista à emissora Sky Sports, Murray, atual número um do mundo, enalteceu Roger Federer. O suíço ficou seis meses afastado por conta de uma lesão no joelho esquerdo e, mesmo aos 35 anos, provou sua soberania no tênis mundial ao faturar o primeiro Grand Slam do ano sem ter disputado um torneio oficial sequer desde sua pausa para tratar seus problemas físicos.

“Os dois jogaram de maneira excelente, ainda mais levando em conta o tempo em que estiveram fora do circuito. É algo que nos servirá sempre de inspiração e nos ajudará a melhorar. A verdade é que é incrível o que Roger fez na Austrália. Acredito que quando está fresco ele tem muita vantagem”, comentou Murray.

Saiba mais:

Anunciado! Palmeiras oficializa a contratação de Miguel Borja por R$ 39 milhões

Surpresa! Flamengo inscreve lesionados Ederson e Conca no Campeonato Carioca 

Camisa 9 na área! São Paulo se aproxima de Pratto; negócio gira em torno de R$ 33 milhões

Federer e Nadal travaram diversos duelos ao longo dos últimos anos, mas ninguém esperava que ambos, tendo de lidar com o peso da idade e das lesões, chegariam a se enfrentar em uma final de Grand Slam novamente. Se no confronto direto Nadal leva larga vantagem, em Melbourne prevaleceu a maestria de Federer, que mostrou ao mundo todo que ainda pode jogar em alto nível.

Ainda não se sabe quais serão os próximos passos de Roger Federer no circuito. Após o título do Aberto da Austrália, o suíço tirou alguns dias para descansar por conta do grande esforço que fez durante todo o torneio. Em breve se inicia a temporada de saibro, piso no qual o ex-número um do mundo não se dá muito bem. Roland Garros é o único Grand Slam que Federer possui apenas um título, e pode ser que ele o dispute despretensiosamente, uma vez que Wimbledon deverá ser sua prioridade na temporada.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!