COI classifica Rio 2016 como os Jogos imperfeitos mais perfeitos

COI classifica Rio 2016 como os Jogos 'imperfeitos mais perfeitos'

A cidade enfrentou problemas como o vírus zika e falta de verba para a Paralimpíada, mas o resultado final foi satisfatório

Gazeta Press

Nesta terça-feira (6 de dezembro), teve início em Lausanne, na Suíça, a reunião da Comissão Executiva do Comitê Olímpico Internacional (COI). Entre os assuntos abordados no primeiro dia de encontro esteve a análise dos Jogos do Rio de Janeiro.

Mark Adams, porta-voz presidencial do COI, revelou que o Rio superou os problemas, e acredita que a primeira Olimpíada na América Latina tenha sido satisfatória.

“No início, era como se ‘todos nós vamos morrer de zika ou de água contaminada, ou vamos ser assaltados nas ruas’. E, como descobrimos, foram os Jogos mais universais e consumidos de todos os tempos. Foram perfeitos? Não. Acho que alguém os descreveu como os “Jogos imperfeitos mais perfeitos” e isso é uma caracterização bastante boa. Aconteceram problemas, mas foi fantástico ver como foram superados”, disse Adams.

Veja também:

Vai usar a base? Zé Ricardo diz que objetivo do Flamengo é usar mais Vizeu, Paquetá e Ronaldo

O escolhido! Levir Culpi é primeira opção da diretoria para assumir a Chapecoense

De saída? Agente de Gabigol sobre possível volta ao Brasil em janeiro: "Existe a possibilidade”

Já o Diretor Executivo do COI para Jogos Olímpicos, Christophe Dubi, preferiu deixar os problemas de lado e exaltar o resultado final. “Foi absolutamente perfeito? Não, mas todos voltaram com uma grande sorriso no rosto, o que foi o julgamento final”, completou Dubi.

Vale lembrar que o Rio 2016 enfrentou problemas como o vírus zika, que afastou inúmeros atletas do evento, a falta de verba para os Jogos Paralímpicos, críticas ao programa antidoping feitas pela Wada, entre outros.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade