Hackers revelam histórico médico de três medalhistas olímpicos

Hackers revelam histórico médico de três medalhistas olímpicos

Mantidos em sigilo pela Agência Mundial Antidoping, Fabian Cancellara, Cameron van der Burgh e Saskia Clark são os atletas mencionados pelo artigo

Gazeta Press

O “Ursinho pomposo” atacou mais uma vez. Responsáveis por roubar – e revelar – informações do site da Agência Mundial Antidoping (tradução para a sigla Wada), o grupo de hackers pulicou neste sábado (24 de steembro) o histórico médico de três medalhistas olímpicos, apontando irregularidades.

Saiba mais:

Que passeio! Arsenal passa fácil pelo Chelsea em clássico e deixa o rival para trás na tabela

Lá vêm os jovens: Carille relaciona Marciel e promovidos da base do Timão para jogo contra o Flu

'Dono do time': Sem Messi, Neymar comanda o Barcelona, que goleia Gijón fora de casa

A nova publicação do Fancy Bear – nome original da organização russa – aponta uso de substâncias terapêuticas do ciclista suíço Fabian Cancellara, ouro em Pequim e no Rio de Janeiro; de Cameron van der Burgh, nadador sul-africano prata em 2016, e da velejadora alemão Saskia Clark, também campeã na cidade maravilhosa.

Além das revelações deste final de semana, os hackers já haviam divulgado informações de lendas como as americanas Simone Biles, da ginástica artística, e Serena Williams, do tênis, e do tenista espanhol Rafael Nadal.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade