Comitê Olímpico Italiano nega retirada da candidatura de Roma para 2024

Comitê Olímpico Italiano nega retirada da candidatura de Roma para 2024

Em entrevista, o presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malagó, tratou de vetar a possibilidade: "Não conheço razão que impeça esta candidatura"

Gazeta Press

Após a prefeita de Roma, Virginia Razzi, afirmar que Roma não tem condições de sediar os Jogos Olímpicos de 2024, o presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malagó, rebateu a política e garantiu que não há nada que impeça a capital da Itália de participar do pleito.

“Não conheço razão que impeça esta candidatura”, afirmou o mandatário, em coletiva. Ele também criticou a atitude de Razzi: “Deveria ser mais respeitosa com a gente”.

Veja mais

GOLAÇO: Ribéry faz linda jogada, deixa marcador no chão e marca para o Bayern München

Projeto casa: Para usar o Maracanã, Flamengo reitera desejo de administrar o estádio

Manias ruins: Mourinho culpa ‘legado’ de Van Gaal por início ruim no Manchester United, diz jornal

A prefeita de Roma afirmou que os custos para organizar os Jogos seriam inviáveis para a cidade pagar. “No momento a nossa candidatura às Olimpíadas é insustentável, trará apenas débitos”, afirmou Virginia.

Para sustentar sua posição, Razzi citou outras cidades que também repensaram a ideia e desistiram de concorrer. Malagó, porém, rebateu também este argumento. “Ela falou de Madri. Madri nunca desistiu. E outras, como Hamburgo, nunca se colocaram como candidatas”, enfatizou o presidente do Comitê Olímpico Italiano.

Apesar do argumento de Giovanni, Hamburgo havia sido colocada, pelo COI, como uma das cidades possíveis e, após referendo, a ideia de abrigar as Olimpíadas não seguiu.

A decisão sobre a cidade que sediará os Jogos de 2024 será tomada em setembro de 2017, sete anos antes do evento. Até o momento, Budapeste, Paris e Los Angeles são os locais que demonstraram interesse em sediar a competição.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade