Internacional perde em casa para o Vitória e se complica ainda mais no Brasileiro

Jogando no Beira-Rio, equipe colorada foi superada pelos baianos, que foram as redes com o zagueiro Kanu, e seguem na zona de rebaixamento da competição nacional, com apenas 27 pontos conquistados

Gazeta Press

O Internacional segue em decadência no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira (15 de setembro), o Colorado recebeu o Vitória no Beira-Rio e acabou derrotado por 1 a 0, com gol solitário do zagueiro Kanu, no início do segundo tempo.

Com o resultado, o time gaúcho caiu ainda mais na tabela, ocupando agora a 18ª posição, com 27 pontos. Já o Vitória, que até esta rodada estava no Z4, foi a 29 pontos e deixou a degola, aparecendo na 16ª colocação.

Veja também

Boa notícia, Cristóvão! Com Marciel regularizado, Timão também deve ter Uendel no clássico

De volta à Itália? "Ibrahimovic me disse que quer encerrar a carreira no Napoli", revela empresário

Nomes em pauta: Micale e Milton Mendes são preferidos da diretoria do Grêmio para lugar de Roger

O Colorado tem de esquecer o mais rápido possível o revés em casa, já que na próxima segunda-feira os gaúchos têm outro compromisso pelo Brasileiro. O adversário é o América-MG, no Independência. O Vitória, por sua vez, recebe o Botafogo, no domingo, no Barradão.

O jogo – Jogando em casa, o Internacional tentou uma pressão nos instantes iniciais para desestabilizar o adversário, mas o Vitória não se intimidou.  Marcando forte e saindo em velocidade, os baianos criaram a primeira chance, na marca de nove minutos. Zé Eduardo recebeu na ponta direita da área e bateu forte, mas mandou por cima.

A resposta do Inter veio aos 13 minutos. Valdívia cobrou falta para a área e Rodrigo Dourado cabeceou, porém não levou perigo para Fernando Miguel. O Vitória chegou no lance seguinte. Marinho passou por Valdívia e cruzou para Diogo Mateus, que pegou fraco na bola e facilitou a defesa de Danilo Fernandes.

A partida seguiu movimentada, com chances para as duas equipes. Aos 18, Valdívia cobrou escanteio da esquerda e Paulão cabeceou à direita do gol. Aos 34, foi a vez de Rodrigo Dourado aproveitar bola aérea para finalizar, mas Fernando Miguel defendeu. Aos 39, Zé Eduardo fez bela jogada na linha de fundo e rolou para Willian Farias chegar chutando por cima. Na sequência, o próprio Zé Love bateu cruzado da entrada da área para a defesa de Danilo Fernandes.

O Vitória voltou melhor para a etapa final e chegou ao gol logo no primeiro lance. Marinho cobrou falta para a área, Zé Eduardo desviou de cabeça para o meio e Kanu chegou de carrinho para completar para o fundo das redes. O Inter rapidamente partiu para cima em busca do empate. Aos quatro minutos, Eduardo Sasha desviou cruzamento de William, mas a bola subiu demais. Em seguida, Geferson tocou por cima para Aylon, que tentou encobrir Fernando Miguel, mas jogou por cima.

Em desvantagem no placar, o Inter ensaiou uma pressão sobre o adversário. Aos 27, William disparou pela direita e bateu no canto direito de Fernando Miguel, que se esticou para fazer a defesa. Aos 35, Gustavo Ferrareis também tentou, mas o goleiro do Vitória defendeu novamente. Em seguida, Aylon completou de cabeça cruzamento de Sasha, porém mandou para fora. Aos 38, Alex cabeceou à esquerda de Fernando Miguel. Mesmo com cinco minutos de acréscimo, o Inter não conseguiu evitar a derrota.

FICHA TÉCNICA - INTERNACIONAL 0 X 1 VITÓRIA

Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 15 de setembro de 2016, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE)
Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Junior e Marlon Rafael Gomes de Oliveira (ambos do PE)
Cartões amarelos: Seijas, Nico López e Geferson (Internacional); Euller, Marinho, Kieza e Vander (Vitória)

GOL
VITÓRIA: Kanu, a 1 minuto do segundo tempo

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Fabinho (Gustavo Ferrareis), Seijas (Eduardo Sasha) e Valdívia (Alex); Nico López e Aylon
Técnico: Celso Roth

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Euller; Willian Farias, Marcelo e Cárdenas (Tiago Real); Marinho (Vander), Kieza e Zé Eduardo (Amaral)
Técnico: Argel Fucks

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade