Puig bate Kerber e fatura primeiro ouro olímpico da história de Porto Rico

Puig bate Kerber e fatura primeiro ouro olímpico da história de Porto Rico

Número 34 do mundo, tenista tirou aplausos do público fazendo um jogo quase perfeito contra a alemã Angelique Kerber

Gazeta Press

Monica Puig entrou para a história do esporte de Porto Rico. Neste sábado (13 de agosto), a tenista bateu, na final da chave de simples feminina dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a alemã Angelique Kerber, por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 4/6 e 6/1, e conquistou o primeiro ouro olímpico da história portorriquenha.

A alemã deu indícios de que começaria a disputa pelo ouro com força total, quebrando o serviço da portorriquenha. Porém, não conseguiu manter o nível em seu próprio saque, perdendo-o no game seguinte, na devolução de Puig. O jogo então voltou praticamente ao início, em 1/1, e com as tenistas confirmando seus serviços.

No décimo game, a 34ª do ranking mundial mostrou força para destronar Kerber. Com 40-15 e duas chances de quebra de saque, Puig precisou de apenas uma delas para efetuar o break e fechar a parcial em 6/4, após 38 minutos de jogo.

Leia também

Pesado? Acima do peso, Higuaín é repreendido pela diretoria da Juventus e inicia dieta

Novo comandante: São Paulo confirma Ricardo Gomes com contrato sem multa e sem prazo

O 'raio jamaicano' chegou! Em estreia no Rio, Usain Bolt vence bateria sem esforço nos 100m rasos

Kerber voltou mais ligada no segundo set. A vice-líder do ranking mundial abriu a parcial novamente com uma quebra de saque sobre a representante de Porto Rico. A alemã passou a administrar a partida, sacando bem e obrigando Puig a se movimentar bastante em quadra.

A portorriquenha mudou a postura no oitavo game. Precisando de uma devolução para não deixar a alemã abrir 5/3 no jogo, devolveu o saque de Kerber com precisão, e quebrou o serviço, empatando a parcial em 4/4. Recuperando-se do apagão, a alemã devolveu novamente a quebra, tomou a dianteira, e sacou para o set. O game final foi disputado, e após cinco set points, a parcial foi fechada em 6/4.

O set final começou diferente. Se nos anteriores a alemã demonstrou superioridade, Puig retornou com força total. A portorriquenha abriu a parcial vencendo cinco games consecutivos, quebrando dois saques de Kerber em uma consistência impressionante.

Sem demonstrar poder de reação, Kerber ainda tentou quebrar um dos serviços de Puig, mas sem sucesso. A 34ª do mundo confirmou o saque, abrindo tranquilos 5/0. Visivelmente abalada, a alemã sofreu, mas conseguiu vencer seu game. Sacando para a medalha de ouro, Puig salvou seis break points e precisou de mais três pontos do jogo para fechar a partida em 6/1.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!