No ritmo de Cazares, Galo goleia o Botafogo em jogaço no Mineirão

Partida teve oito gols, mas em momento algum a equipe mineira esteve atrás do placar e "pegou o elevador" do Brasileirão

Gazeta Press

Já ouviu falar naquela expressão futebolística “pegou o elevador”? Pois, o Atlético-MG parece estar numa subida que não parece ter fim no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira (30 de junho), o Galo bateu o Botafogo por 5 a 3, no Mineirão e emendou a quarta vitória seguida na competição, colando de vez no G-4, que agora se encontra a apenas um ponto de distância do clube mineiro, agora sétimo colocado.

E pensar que há exatas duas semanas, o Galo estava na zona de rebaixamento. Mas tudo mudou, e tamanha mudança passa pelos pés do meia Cazares. Destaque nas últimas vitórias do Atlético-MG no Brasileirão, o equatoriano novamente roubou a cena nesta quinta e, além de marcar dois, sendo um deles marcado com apenas 12 segundos de jogo e outro um golaço por cobertura, o camisa 11 ainda deu as assistências para Robinho e Fred marcarem.

Leia mais:

Fim da novela: Ibrahimovic anuncia que defenderá o Manchester United na próxima temporada

Vai ficar! Presidente do Barça frustra rivais e anuncia que renovação de Neymar ocorrerá em breve

Desfalque são-paulino: Ganso tem lesão confirmada e está fora da partida contra o Atlético Nacional

Pelo lado do Botafogo, a equipe comandada por Ricardo Gomes teve uma boa atuação e chegou a equilibrar o jogo em alguns momentos, porém se mostrou incapaz de parar o ímpeto ofensivo do Galo, liderado por um Cazares inspiradíssimo. Diante da derrota fora de casa, o Fogão tem freada a empolgação gerada pela vitória sobre o Inter, no Sul do país, na rodada passada, e retorna à zona de rebaixamento do Brasileirão, ficando na 18ª colocação.

O Jogo – O Galo precisou de apenas 12 segundos para abrir o placar no Mineirão. Em lançamento após a saída de bola, Leonardo Silva desviou de cabeça e Fred ajeitou bonito de chaleira para Cazares mandar para o fundo das redes. Passado o gol, o Botafogo se recompôs em campo e chegou a equilibrar as ações.

Apesar da melhora da equipe carioca, o Galo quase marcou com Cazares, em cobrança de falta espetacularmente defendida por Sidão. Pouco depois, Júnior Urso levou perigo de cabeça, mas quem teve as melhores chances no restante do primeiro tempo foi o Botafogo, sendo que a melhor delas se deu na cabeçada de Bruno Silva, que passou perto do gol de Victor.

A maior presença do Fogão no campo ofensivo, contudo, era um convite para o Galo apostar nos contra-ataques e foi assim que Robinho marcou o segundo gol alvinegro aos 46 minutos, em jogada que Cazares só rolou para o camisa 7 fuzilar para o gol.

Com a vantagem no placar, o Galo não puxou o freio no segundo tempo e, assim como na etapa inicial, marcou logo no começo, aos 2 minutos, em nova jogada de Cazares, que deu assistência precisa para Fred guardar o seu. O Botafogo, porém seguiu valente, dando trabalho para a defesa atleticana em diversos lances. Num deles, Victor fez bela defesa em falta cobrada por Camilo.

O Galo, porém, se mantinha ligado na partida e chegou próximo de marcar novamente em três oportunidades, sendo duas delas com Cazares e outra com Júnior Urso. Pouco depois, Victor também mostrou estar em uma noite inspirada e operou um milagre em chute de Sassá de dentro da pequena área. O goleiro, contudo, não conseguiu impedir que o atacante diminuísse o placar aos 28 minutos, em cobrança de pênalti.

Para a frear a reação botafoguense, o Galo, contudo, tinha Cazares e, pouco depois de carimbar a trave de Sidão, o equatoriano marcou mais um aos 32 minutos, quando, de fora da área, encobriu o goleiro botafoguense, marcando um golaço no Mineirão.  Ainda no final da partida, houve tempo para Núñez descontar para o Botafogo, Carlos anotar o quinto do Galo, e Bruno Silva ainda marcar mais um para a equipe carioca.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 5 X 3 BOTAFOGO-RJ

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 30 de junho de 2016 (Quinta-feira)
Horário: 21h(de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (asp.FIFA-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (asp.FIFA-SP)

GOLS:
ATLÉTICO-MG: Cazares aos 12 segundos e Robinho aos 46 minutos do primeiro tempo; Fred aos 2 minutos, Cazares aos 32 minutos e Carlos aos 44 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Sassá, de pênalti, aos 27 minutos, Gervasio Núñez aos 43 minutos e Bruno Silva aos 46 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Frikson Erazo (Ronaldo) e Douglas Santos; Eduardo, Júnior Urso e Cazares; Clayton (Carlos), Fred e Robinho (Dátolo)
Técnico: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Fernandes (Núñez) e Camilo; Neilton (Rodrigo Pimpão) e Ribamar (Sassá)
Técnico: Ricardo Gomes

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade