Pep Guardiola quer quebrar recorde e pagar R 259 milhões para levar David Alaba para o Manchester City

Guardiola vai 'quebrar recorde' e pagar R$ 259 milhões para levar Alaba ao City

Treinador, que assumirá o comando dos Citizens na próxima temporada, pretende colocar austríaco 'na bagagem', pagando maior valor da história por um lateral

FOX Sports

A chegada de Pep Guardiola ao Manchester City já não é um segredo: o atual treinador do Bayern München assumirá o comando dos Citizens a partir da próxima temporada. Porém, na mudança a Inglaterra, o treinador espanhol pretende levar uma ‘bagagem’ valiosa: David Alaba, lateral esquerdo titular da equipe bávara.

Segundo informações do jornal britânico Daily Star, Pep quer levar o jogador para seu novo clube e, para concretizar esse sonho, promete quebrar um recorde no futebol mundial, pagando 45 milhões de libras (R$ 259 milhões), o que seria o maior valor pago por um lateral.

Leia mais:

1° reforço? United se aproxima de acordo com o Dortmund: R$ 403,5 milhões por Aubameyang

Pressão: Marcelo Oliveira assume responsabilidade e se diz incomodado

Para realizar sonho: Paul Pogba aceitaria baixar pedida salarial para atuar pelo Barcelona

Porém, os alemães não devem facilitar a saída do jovem austríaco, que ainda tem mais dois anos de contrato com o atual tricampeão da Bundesliga. Entrentanto, a oferta divulgada é maior do que a multa presente no contrato, de 40 milhões de libras (R$ 230,6 milhões), o que impossibilitaria o Bayern de brigar pela permanência do jogador.

Para Guardiola, seria importante a contratação de Alaba devido ao ‘envelhecimento’ dos atuais jogadores do City. Entre todos os laterais, nenhum tem menos de 30 anos: Clichy, Kolarov e Zabaleta tem 31, enquanto Sagna é o mais velho de todos, com 33.

Além de ‘rejuvenescer’ o elenco, Alaba seria peça importante no time do City por sua versatilidade. Além de atuar na lateral, pode ser utilizado como meia e até no setor ofensivo, como ala.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade