Após sumir de galeria de ídolos, Robinho é chamado de mercenário

Rei das Pedaladas acertou com o Atlético-MG nesta quinta e foi alvo do protesto de santistas

FOX Sports

Depois de uma longa negociação com o Santos e acabar acertando com o Atlético-MG para a disputa da Copa Bridgestone Libertadores, Robinho foi alvo do protesto de santistas nesta quinta-feira (11 de fevereiro).

Primeiro, o nome do jogador desapareceu misteriosamente – por alguns momentos – da galeria de ídolos no site oficial do clube praiano. O Santos negou ter retirado a honraria e abriu investigação ao considerar a possibilidade de ter ocorrido uma invasão de hackers.

Depois, a rede da quadra de futevôlei onde o atleta costuma se divertir na cidade apareceu com uma faixa acusando Robinho de ser mercenário:

O Rei das Pedaladas defendeu o Santos em três períodos: de 2000 a 2005, em 2010 e de 2014 a 2015, conquistou um Campeonato Brasileiro, uma Copa do Brasil e dois Campeonatos Paulistas, tornando-se ídolo do clube.

Veja também:

Dúvida: WTorre não garante clássico entre Palmeiras e Corinthians na arena

Se pagar, leva: Paris Saint-Germain quer R$ 222 milhões para negociar Matuidi ao Chelsea

Opção: Jornal: Próximo do United, Mourinho vê Icardi como primeiro reforço ofensivo

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade