'Emoção é a mesma de 13 anos atrás', diz Lugano em apresentação

Zagueiro uruguaio recebeu a camisa número 5 e disse que ainda não sabe quando estará à disposição da comissão técnica

False
235831

Chegou o dia, torcedor do São Paulo. Nesta segunda-feira (18), o Tricolor apresentou o zagueiro Diego Lugano na sala de imprensa do CT da Barra Funda, em São Paulo. Ao lado do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o defensor uruguaio recebeu a camisa de número 5, a mesma da primeira passagem, entre 2003 e 2006.

"Me desculpem pelo meu português, que nunca foi bom e agora está pior ainda. É uma alegria, uma emoção e uma linda responsabilidade voltar a vestir o manto sagrado. A emoção é a mesma de quando cheguei há 13 anos atrás. Tenho um carinho enorme pelo São Paulo, pela instituição, pelos dirigentes, É a última fase da minha carreira e quero ajudar, quero ser eu mesmo no dia a dia", foram as primeiras palavras do uruguaio na apresentação. 

'Renegado' por Juan Carlos Osório, antigo treinador do clube, e por parte da diretoria, o zagueiro foi enfático ao falar de Edgardo Bauza, o novo comandante, e disse que ainda pode ser útil em campo. "Com Bauza, conversamos obviamente quais eram meus desejos e ambições para a minha carreira, além de querer saber do meu estado físico. Mostrei o quanto estava preparado". O atleta revelou que a partida de despedida do ídolo Rogério Ceni colaborou para o seu retorno ao time do Morumbi.

É campeão: Aguirre valoriza “título relâmpago” com o Galo: “Taça é taça”

Flórida Cup: Em dia de homenagens a R10, Fluminense empata com Shakhtar

Massacre: Com Suárez artilheiro e show de Neymar, Barça arrasa o Bilbao

"Foi incrível, algo emocionante. Primeiro por como o o Rogério fez aquela festa, com jogadores históricos do São Paulo. Vi colegas, caras da antiga geração muito emocionados. Obviamente já tinha na cabeça que poderia existir a possibilidade de voltar. Não poderia dar as costas para a minha história aqui. Estou aqui para colaborar". 

O defensor chegou ao Brasil na última semana e faz trabalhos musculares no Reffis. Abaixo de seu peso ideal, o uruguaio não deve disputar todas as partidas com a camisa do São Paulo, mas chega para ser titular da equipe. "Estou fazendo agora um trabalho de reequilíbrio muscular para que não tenha problemas para a frente. Perdemos tempo na última semana e temos que recuperar agora. Não sei quando estarei pronto futebolisticamente, isso é a comissão técnica que determinará. Na próxima semana, já poderei fazer um trabalho de campo". 

Deixe seu comentário