Kranevitter assume missão 'quase impossível' de parar Messi no Japão

Kranevitter assume missão 'quase impossível' de parar Messi no Japão

Volante de apenas 22 anos tem sido um dos maiores destaques do River Plate na temporada e sabe do desafio que terá pela frente

WWE MONDAY NIGHT RAW
WWE MONDAY NIGHT RAW
ao vivo
NASCAR MONSTER ENERGY: HOMESTEAD MIAMI
NASCAR MONSTER ENERGY: HOMESTEAD MIAMI
ao vivo
BAIXE O APLICATIVO
FOX Sports

Aguardando o vencedor de Mazembe e Sanfrecce Hiroshima, que bateu nesta quinta-feira (10 de dezembro) o Auckland City por 2 a 0, para decidir a semifinal do Mundial de Clubes, o River Plate já pensa em uma possível decisão com o Barcelona. Em entrevista ao jornal argentino Olé, o volante titular dos Millonarios Matías Kranevitter ressalvou a qualidade de Lionel Messi e a dificuldade que terão em enfrentar os espanhóis.

“É muito difícil marcar Messi, mas vou tentar”, disse ele. Aos 22 anos, a única experiência que Kranevitter tem contra o quatro vezes Bola de Ouro são treinamentos que realizou na Seleção da Argentina, no qual teve que marcá-lo. Apesar de prováveis rivais na decisão, o atleta torce para que o camisa dez se torne novamente o melhor jogador do mundo.

“Tomara que ele possa ganhar novamente, porque é sempre bom quando um argentino leva esse prêmio”, prosseguiu Matías. O volante deixará o River Plate em 2016, pois já está sob contrato com o Atlético de Madrid, da Espanha, porém autorizado a disputar o Mundial de Clubes com o time, assim como Carlos Sánchez, que também já acertou sua saída para o Monterrey, do México.

Veja mais

Só craques: Chelsea prepara salário para ter Ibrahimovic e quer James Rodríguez

Ultimato! Direção avisa: Van Gaal só continua se United for 'no mínimo' 3° no Inglês

Invicto: Contra Légia, Napoli joga por tradição e recorde histórico na Europa League

Ao ser questionado sobre o poder ofensivo que o Barcelona tem, Kranevitter se mostrou despreocupado: “Vamos jogar contra uma equipe muito grande, que está em um nível muito bom. Porém, nós também vamos chegar em um ótimo nível. Sabemos que temos que ir passo a passo. Vamos ter uma partida muito complicada”, concluiu.

Caso o River Plate - que não chega a decisão desde 1996, quando perdeu para a Juventus - consiga vencer a Copa do Mundo de Clubes da FIFA, será o primeiro clube argentino a faturar um Mundial desde o Boca Juniors em 2003, quando venceu o Milan nos pênaltis e conquistou a Copa Intercontinental Toyota, na época hegemônica dos Xeneizes que lhes renderam quatro finais mundiais em oito anos.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade