Aidar promete nao liberar Luis Fabiano que brinca Vou ficando

Aidar promete não liberar Luis Fabiano, que brinca: "Vou ficando"

Presidente do São Paulo descartou negociar o atacante antes do fim do contrato e cogita prorrogação do vínculo, que expira no fim do ano

WWE MONDAY NIGHT RAW
WWE MONDAY NIGHT RAW
ao vivo
BAIXE O APLICATIVO
Gazeta Press

Titular na noite do último sábado, por conta da ausência de Alexandre Pato, Luis Fabiano coroou uma boa atuação com gol na vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio. Ao final da partida (sua sexta no Campeonato Brasileiro), o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, garantiu que não liberará o atacante antes do final da temporada.

Recentemente, diante da indefinição da diretoria a respeito de seu futuro, o próprio jogador considerou a possibilidade de não atingir a marca de sete jogos - e assim poder se transferir e defender outra equipe da primeira divisão na competição nacional.

"Ele não está à venda, não é jogador descartado. É jogador do São Paulo, vai ficar conosco até dezembro. Talvez, a gente prorrogue o contrato dele. Mais para frente, não está na hora de falar disso", falou o mandatário.

Dúvida: Robinho segue em tratamento e não vai à campo na Granja Comary

Presidente define: Após São Paulo recusar ofertas, Ganso deixa futuro nas mãos de Aidar

Não é mais segredo: Gundogan: 'Estou negociando com o Barcelona'

A chegada de um novo treinador, o colombiano Juan Carlos Osorio, poderia ser um fator de motivação ao atacante, que foi elogiado pelo comandante e anotou gol em sua estreia. O camisa 9 admite ânimo renovado com o chefe, porém ainda se mostra incomodado com a maneira como a diretoria tem tratado seu futuro.

"Independentemente do treinador, a situação continua a mesma. Não é decisão do treinador. Mas, com certeza, isso dá novo ânimo. Não conversei com ele (Osorio) ainda para ver o que ele pensa sobre isso, mas dá um novo gás, sim. Enquanto me deixarem ficar, eu vou ficando aqui", disse, rindo, o goleador, ao negar que tenha recebido qualquer proposta oficial.

"Não. Existem boatos, ligações aqui, ligações ali. Porque têm times que precisam de atacante, mas de certo não existe nada", desconversou.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade