Luiz Felipe Scolari é punido com três partidas pelo STJD por reclamação

Felipão é punido com três partidas pelo STJD por reclamação

Na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, em Porto Alegre, o técnico do Grêmio esbravejou contra a arbitragem e foi expulso

Gazeta Press

O técnico do Grêmio, Luiz Felipe Scolari, foi suspenso por três jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva por ter reclamado com o quarto árbitro Márcio Coruja na partida entre o clube de Porto Alegre e o Cruzeiro. Com isso, o comandante do Tricolor Gaúcho não ficará mais à frente da equipe neste ano. O auxiliar Flávio Murtosa também foi julgado pelo STJD e foi suspenso por uma partida.

Entenda o caso: No último dia 20 de novembro, Grêmio e Cruzeiro entraram em confronto pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. No jogo, o Tricolor Gaúcho foi derrotado por 2 a 1 e o técnico Luiz Felipe Scolari e o auxiliar Flávio Murtosa saíram de campo muito insatisfeitos com a arbitragem.

Veja também:

Beckham sofre acidente de carro acompanhado do filho Brooklyn

Goleiros reservas do Barça ganham chance especial de divulgar talento

“À la Lamela”: atacante inglês marca golaço e imita argentino

Felipão fez muitas reclamações ao quarto árbitro, Márcio Coruja, e foi enquadrado no artigo 258-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva – “invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar”.

Já Flávio Murtosa, expulso durante a partida por reclamação, acabou sendo denunciado pelo artigo 243-F – “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. O árbitro da partida, Vinícius Furlan, relatou na súmula xingamentos proferidos pelo auxiliar técnico a Márcio Coruja. Apesar disso, a defesa do Grêmio conseguiu que esse caso fosse julgado pelo mesmo artigo de Scolari.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade