Maldição do Bambino um mau negócio e um calvário de 86 anos

''Maldição do Bambino'': Um mau negócio e um calvário de 86 anos

Durante quase nove décadas, o Boston Red Sox sofreu os reflexos de ter vendido Babe Ruth ao New York Yankees

FOX Sports

Em praticamente todos os esportes, tabus ou superstições assombram algum time. Mas poucos têm ou tiveram a mesma proporção da “Maldição do Bambino”, que atormentou o Boston Red Sox, uma das mais tradicionais franquias da MLB, a liga norte-americana de beisebol, por 86 anos.

Em 1914, a equipe de Boston contratou um jovem promissor, que atuava em Baltimore nas ligas menores. Durante sua passagem pelo Fenway Park, George Herman Ruth, Jr., que mais tarde seria consagrado como “Babe Ruth”, conquistou três títulos da World Series (1915, 1916 e 1918).

Tudo ia muito bem em Boston, até que o manager do Red Sox, Harry Frazee, decide negociar sua jovem estrela com o New York Yankees, que mais tarde se tornaria o maior rival de sua equipe. Apesar de nunca ter tido uma confirmação oficial, as especulações na época eram de que a negociação serviria para financiar um musical da Broadway chamado My Lady Friends – o dirigente era também produtor musical.

O que parecia apenas uma péssima negociação se transformou em uma das maiores maldições do esporte mundial. Reza a lenda que Babe Ruth, irritado com o Red Sox, lançou uma praga sobre a equipe de Boston, que, desde então, viveu uma seca gigantesca de títulos, que passou a ser conhecida como a “Maldição do Bambino”.

Os torcedores do Red Sox não só viram a equipe passar décadas sem título, como acompanharam de longe o, até então, inexpressivo New York Yankees conquistar oito títulos, sendo quatro da World Series. O pior de tudo para os torcedores de Boston era saber que o principal nome da nova equipe campeã era justamente o “Bambino”, que compensava sua péssima forma física com uma incrível habilidade em bater na bola, mesmo quando elas chegavam a 150 km/h.

Com a série de conquistas, os Yankees acumularam receita suficiente para construir um estádio novo, que passou a ser conhecido como “A Casa que o Ruth Construiu”. Já em Boston, o caos apenas aumentava e a equipe terminou a temporada de 1923 na última colocação, marcando a despedida de Harry Frazee, que partiu para a cidade de Nova York e nunca mais retornou a Boston.

Mesmo com a maldição em curso, os Red Sox chegaram a ter grandes jogadores, como Ted Williams, Bob Doerr, Jimmy Foxx e Johnny Pesky. No entanto, a volta à World Series aconteceu apenas em 1946, quando acabaram sendo derrotados pelo St. Louis Cardinals por 4 jogos a 3 – naquela época não existia título de divisão, o que impediu que o jejum chegasse ao final.

Leia também:

Antes de duelo no campo, Chelsea e PSG travam guerra no Facebook

Jogadores do Cerro posam na cama de hotel e sofrem com preconceito

Evair homenageia Edmundo, que completa 43 anos nesta quarta-feira

Durante os anos, e com provas cada vez mais fortes de poder da “Maldição do Bambino” - como o erro de Bill Buckner na World Series de 1986 e o home-run de walk-off de Aaron Boone, que deu a vitória para os Yankees na final da Liga Americana de 2003 -, os Red Sox tentaram de tudo para dar fim ao jejum: exorcismo no Fenway Park, encontrar um piano que Babe Ruth, bêbado, teria jogado em um lago e, até mesmo, formar uma corrente de torcedores ao redor do campo.

Tudo era feito, mas nada adiantava. Até que em 2004, Linda Ruth Toseti, neta de Babe Ruth, contou ao treinador do Red Sox, Terry Francona, e aos jogadores, que o “Bambino” havia perdoado o time em que atuou por cinco anos. Depois disso, a equipe de Boston enfrentou o New York Yankees na final da Liga Americana, e protagonizou uma das maiores viradas da história do beisebol. Depois de estar perdendo por 3 jogos a 0, a equipe do Fenway Park conseguiu a virada e a vaga para a World Series. O duelo teve como símbolo o arremessador Curt Schilling, que sofreu uma lesão no tornozelo, mas continuou em campo apesar da dor. A meia branca suja de sangue acabou tornando-se uma das imagens mais lembradas daquela disputa.

Com o perdão de Ruth revelado, os torcedores do Red Sox foram confiantes para o confronto decisivo contra o St. Louis Cardinals, no qual o time não teve dificuldades para fazer 4 jogos a 0 e conquistar a World Series depois de 86 anos. Era oficial: a “Maldição do Bambino” estava encerrada.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!