Com gols nos últimos minutos, Arsenal bate Cardiff e segue líder

Gols de Bendtner, aos 43 do segundo tempo, e Walcott, já nos acréscimos, deram a vitória aos Gunners

Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo
135615

Em uma partida que parecia indefinida até sua reta final, o Arsenal conseguiu a vitória para cima do Cardiff City, por 2 a 0, e se garantiu por mais uma rodada na liderança da Barclays Premier League - a ponta estava ameaçada pelas vitórias de Chelsea e Manchester City.

Os comandados de Arsène Wenger tiveram bastantes problemas para manter o time na primeira posição do Campeonato Inglês. Ainda sem oficializar um novo técnico após a demissão de Malky Mackay, o Cardiff City foi ao Emirates com uma proposta muito defensiva e conseguiu neutralizar a maior parte das ofensivas dos Gunners.

O time da casa entrou em campo com Flamini e Arteta na primeira linha do meio-campo, e Walcott, Wilshere e Cazorla sevindo Podolski, que fazia as vezes do atacante de referência no lugar do lesionado Giroud. Além do francês, outro importante desfalque foi o alemão Mesut Özil, também machucado.

Veja também: Jogador do Uruguai cavalga 170 km por promessa bizarra

Hamilton desmente participação em música: “Estou rindo muito disso”

Lúcio comemora aniversário da mulher vestido de Super Man

Apesar de ter a bola na maior parte do tempo - o Cardiff se preocupava exclusivamente em não tomar gols -, o Arsenal sofreu para abrir o placar. Podolski, que havia jogado aberto na última partida, não conseguiu suprir à altura a ausência de um legítimo centro-avante e deu lugar a Bendtner aos 20 do segundo tempo. Mas foi outra alteração, no mesmo momento, que mudou o jogo. Precisando do resultado, Wenger tirou Flamini e colocou em seu lugar Rosicky, jogador mais habilidoso e mais avançado em campo.

Até os minutos finais, o Cardiff conseguia cumprir sua proposta e o placar apontava empate sem gols. Mas, a dois minutos do fim do tempo regulamentar, um cruzamento de Cazorla encontrou o lateral Sagna, na área, que finalizou para boa defesa do goleiro Marshall - disparado o melhor em campo do time galês. No rebote, o contestado Bendtner colocou pra dentro e aliviou a pressão sobre o Arsenal. Já nos acréscimos, Walcott completou boa triangulação de Rosicky e Wilshere com uma cavadinha por cima do goleiro e fechou a conta para os Gunners.

A vitória deixa o time de Wenger com 45 pontos, um a mais que o Manchester City e dois a mais que o Chelsea. O Cardiff, por sua vez, estagnou-se nos 18 pontos e agora aparece muito próximo da zona de rebaixamento, na décima sétima colocação. 

Deixe seu comentário