Técnico do Tiradentes divide vida nos campos com farda da polícia

Técnico do Tiradentes divide vida nos campos com farda da polícia

Elivaldo Morais cita falta de apoio à modalidade no Piauí, mas acredita que Brasileirão Feminino deve ajudar a alavancar a modalidade no Estado

LIGA ESPANHOLA DE BASQUETE: BASKONIA X VALENCIA
LIGA ESPANHOLA DE BASQUETE: BASKONIA X VALENCIA
ao vivo
PREMIER BOXE: DEONTAY WILDER X LUIS ORTÍZ
PREMIER BOXE: DEONTAY WILDER X LUIS ORTÍZ
ao vivo
HIPISMO: 7ª ETAPA LONGINES XTC
HIPISMO: 7ª ETAPA LONGINES XTC
ao vivo
FINAL LIBERTADORES: FLAMENGO X RIVER PLATE (ARG)
FINAL LIBERTADORES: FLAMENGO X RIVER PLATE (ARG)
ao vivo
PRÉ-JOGO LIBERTADORES: FLAMENGO X RIVER PLATE (ARG)
PRÉ-JOGO LIBERTADORES: FLAMENGO X RIVER PLATE (ARG)
ao vivo
CAMPEONATO ALEMÃO: FORTUNA DÜSSELDORF X BAYERN DE MUNIQUE
CAMPEONATO ALEMÃO: FORTUNA DÜSSELDORF X BAYERN DE MUNIQUE
ao vivo
FÓRMULA E: ARÁBIA SAUDITA - CORRIDA 2
FÓRMULA E: ARÁBIA SAUDITA - CORRIDA 2
ao vivo
NBB: PINHEIROS X FLAMENGO
NBB: PINHEIROS X FLAMENGO
ao vivo
BAIXE O APLICATIVO
FOX Sports

O Tiradentes-PI está entre as oito melhores equipes do país. O desempenho do time de Teresina, no entanto, surpreendeu até mesmo o próprio técnico do clube, Elivaldo Morais. “Não somos profissionais, é uma equipe de jogadoras amadoras. Mas o time fez uma boa campanha, que eu como treinador não esperava, mas está aí. Conseguimos. Com muito esforço chegamos à segunda fase”, disse.

A equipe piauiense é dona do melhor ataque da primeira fase do Brasileirão, com 20 gols. “Começamos a treinar forte para que a gente pudesse fazer uma boa apresentação, pois não poderíamos representar mal o nosso estado. Estamos aí. Na humildade. O time vai se arrastando, mas está conseguindo resultados”.

O treinador falou da falta de patrocínio ao clube e contou que nem ele e nem as jogadoras recebem um salário. “O dinheiro que aparece é para dar coletes, bolas, essas coisas. Mas financeiramente, para apoiar e dar ajuda de custo às jogadoras, não existe. É uma pena”, lamentou.  “Não almejamos o título porque é um time que não tem nenhum apoio, mas é uma equipe que tem vontade de jogar”.

“Temos um vínculo com a Polícia Militar, mas não tem verba. Só apoia logisticamente, com campo de futebol”, ressaltou o treinador, que também concilia sua vida nos campos com a função de tenente da Polícia Militar do Piauí.

Elivaldo exalta o histórico do time em Teresina, que, segundo ele, teve recorde de público no futebol feminino nas edições de 2007 e 2008 da Copa do Brasil, mas lamenta a falta de investimento na modalidade. “Nosso time tem 25 anos. Conquistamos vários títulos entre estaduais e municipais. As pessoas gostam muito do futebol feminino no Piauí. Infelizmente nossos empresários não nos ajudam ”.

Veja também: Cansada de viajar, namorada de Alonso reclama da rotina do piloto

Jogadores partem para cima e nocauteiam árbitro

Diego pede vaga na Seleção: 'Estamos na luta'

Com a visibilidade do Brasileirão Feminino Caixa, Elivaldo Morais tem a esperança de que a situação melhore no Piauí, onde tem 21 equipes de futebol feminino na capital e outras 41 no interior. Apesar das dificuldades mencionadas, o treinador se orgulha de jogadoras que ganharam destaque. “Nossas meninas têm muita força de vontade para correr. Três foram convocadas para Seleção Sub-20 recentemente. Uma saiu daqui para ser campeã paulista no Araraquara”.

A equipe comandada por Elivaldo perdeu na estreia da segunda fase da competição nacional para o Vitória-PE por 1 a 0 fora de casa. O próximo desafio será diante do Rio Preto-SP, em Teresina, nesta quinta-feira (24). Sem pontuar no Grupo 6, os dois times precisam da vitória para continuar sonhando com uma vaga na semifinal do Brasileirão Feminino.

(Texto de Felipe Araujo)


Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade