Brigada Militar quer 200 mil reais mensais pela segurança nos jogos da dupla Grêmio Internacional

Brigada quer R$ 200 mil/mês pela segurança nos jogos da dupla Gre-Nal

Equipes, no entanto, são contra a cobrança e afirmam que o Estado quer usar o futebol para resolver seus problemas financeiros

FOX Sports

A dupla Grêmio e Internacional trava uma batalha com o Estado do Rio Grande do Sul. A Brigada Militar comunicou os clubes que passará a cobrar R$ 100 mil mensais de cada clube para que mantenha os “brigadianos” dentro dos estádios em dias de jogos. Os times, no entanto, são contra a cobrança e afirmam que o Estado quer usar o futebol para resolver seus problemas financeiros.

“Nossa posição é definitiva. Queremos ressarcimento mesmo, não equipamentos, como ocorrido em outras épocas”, afirmou Marcelo Danéris, ao jornal Zero Hora, secretário executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, órgão escolhido pelo governo estadual para negociar com os clubes.

Considerando os R$ 100 mil mensais para cada clube como um custo que não prejudica financeiramente a dupla Gre-Nal, Danéris usou outros eventos para justificar o pedido feito aos clubes.

“Todos os eventos contam com policiamento pago. Só o futebol não paga. Em outros Estados os clubes pagam”, explicou.

Confira também: Ring girl Brittney Palmer faz ensaio sensual para lançar linha de roupa

Bruna Marquezine posta foto sensual no Instagram

"Se não fosse jogador, queria ser piloto de F-1", diz Daniel Alves

Anualmente, o custo da Brigada Militar para manter os “brigadianos” nos estádios é de R$ 8 milhões, segundo cálculo da Secretaria de Segurança.

Ainda no mês de outubro está agendada uma reunião entre a Segurança Pública e os clubes. Caso não aconteça um acordo, a Brigada será retirada dos estádios de forma gradativa após a Copa do Mundo de 2014.

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade