Do topo ao 18º lugar: relembre a queda da Seleção Brasileira

País nunca esteve numa posição tão ruim no ranking da Fifa

93686
False

Na tarde desta segunda-feira (26), o Brasil empatou com a Rússia. O resultado, em si, é o que menos importa. Ele é só um entre vários outros problemas do time. Um deles, de percepção: vários jornais, TVs e sites de outros países não hesitam em dizer que a camisa verde e amarela nunca esteve em uma fase tão ruim. O outro, de padrão de jogo. Não tem como ter bom resultado sem um bom time. E, quando vários problemas se somam, os números , como o artilheiro Fred, não perdoam: a seleção pentacampeã do mundo está em 18° lugar no ranking da Fifa.

O FoxSports.com.br faz uma análise do Brasil desde a Era Dunga até a volta de Luís Felipe Scolari como técnico da Seleção Brasileira. Viaje no tempo e veja o que aconteceu com o Brasil.

Era Dunga

O ex-jogador assumiu o comando da Seleção Brasileira em agosto de 2006, após o Brasil ser eliminado para a França nas quartas de final da Copa do Mundo. Em julho do mesmo ano, o Brasil ocupava a primeira colocação no ranking da Fifa.

No primeiro ano de trabalho, Dunga realizou seis jogos à frente da Seleção Brasileira, com um empate e cinco vitórias, incluindo um 3 a 0 sobre a Argentina em Londres. Em 2007, o Brasil continuava líder do ranking da Fifa. Kaka e Ronaldinho Gaúcho pediram para não jogar a Copa América, o que abalou um pouco o comando de Dunga. No mesmo ano, o Brasil conquistou a Copa América em outro 3 a 0 contra a Argentina.

Veja Também: Baciada do futebol: Atletas encostados deste 25 de março

Possíveis contratações do Bayern com a chegada de Pep Guardiola

Camaronês faz golaço de primeira do meio de campo

Apesar do bom início nas Eliminatórias da Copa do Mundo em 2008, o Brasil perdeu a liderança do ranking para a Argentina. Em julho do mesmo ano, nova queda: desta vez, a Espanha assume a liderança após conquistar a Eurocopa e o Brasil cai para o 4° lugar.

Mesmo na 5° posição no início de 2009, esse foi o melhor ano de Dunga na Seleção Brasileira. Após boa vitória contra a Itália em amistoso por 2 a 0, o Brasil conquistou a Copa das Confederações e retomou a primeira colocação do ranking. No mesmo ano, a Seleção Brasileira conseguiu a vaga para a Copa do Mundo após vencer a Argentina, em Rosário, por 3 a 1.

2010 foi o ano chave para a Dunga. Após boa campanha em três anos, a Copa do Mundo seria o momento para coroar a boa fase do Brasil. Após bom início, a seleção canarinho sucumbiu diante da Holanda por 2 a 1 nas quartas de final e deu adeus à competição.  Após a eliminação, o Brasil caiu para a terceira colocação do ranking e Dunga deixou o comando da seleção.

Era Mano Menezes

Contratado em julho de 2010, Mano Menezes tinha a missão de montar a base da Seleção Brasileira para a Copa das Confederações em 2013 e para a Copa do Mundo em 2014. No início de 2011, o Brasil ocupava a 4° posição no ranking.

A Copa América de 2011 foi o primeiro grande teste do treinador. Mas, após um 0 a 0 contra o Paraguai, o Brasil perdeu nos pênaltis, quando quatro jogadores brasileiros desperdiçaram suas cobranças. Apesar da derrota, o Brasil se manteve na mesma colocação no ranking.

Apesar da pressão sobre Mano, a CBF bancou o treinador. Até que veio a mudança de presidente. José Maria Marín assumiu a presidência da CBF em março de 2012, após a renúncia de Ricardo Teixeira. Nessa época, o Brasil ocupava a 6° posição do ranking.

Porém, 2012 foi o pior ano para a Seleção Brasileira nos últimos anos. Após derrotas para Argentina, França e Alemanha , de um empate contra a Holanda e da perda da medalha de ouro para o México nas Olimpíadas de Londres - além da falta de competições oficiais para disputar -, o Brasil despencou no ranking da Fifa e caiu para a 17° posição em julho.

Até que no dia 23 de novembro de 2012, Mano Menezes não resistiu à pressão e acabou demitido. Ao todo, foram 33 partidas, com 21 vitórias, seis empates e seis derrotas.

Era Felipão

Campeão da Copa do Mundo em 2002, Luís Felipe Scolari volta ao comando da Seleção Brasileira como ‘Salvador da Pátria’. Logo na sua estreia, derrota por 2 a 1 para a Inglaterra. No segundo amistoso, empate por 2 a 2 contra a Itália. Mesmo com algumas mudanças táticas, o Brasil não passou de um empate por 1 a 1 com a Rússia, em Londres.

Deixe seu comentário