Jorge Paulo Lemann, o bilionário tenista

O homem mais rico do Brasil já teve sua passagem pelo tênis mundial e até hoje é um grande jogador

93076
False

Gustavo Kuerten, o único brasileiro a chegar ao topo do ranking da ATP. Vinte títulos de ATP na carreira. Três títulos de Roland Garros.

Arrecadou US$ 14,8 milhões (aproximadamente R$ 30 milhões) em prêmios. Jorge Paulo Lemann, o homem que representou a Suíça e, depois, o Brasil na Copa Davis. Disputou Wimbledon. Pentacampeão brasileiro de tênis. Arrecadou US$ 17,8 bilhões (aproximadamente R$ 35 bilhões) com seu talento para negócios. Sim, o homem mais rico do Brasil também foi um expoente do tênis nos anos 60.

Jorge Paulo Lemann nasceu no Rio de Janeiro, a 26 de agosto de 1939, filho de pai suíço, que veio para o Brasil nos anos 20, com mãe brasileira, aos sete anos começou a jogar tênis no Country Club. Nessa época, diga-se de passagem, ainda era o Jorge Americano e praticava o surfe, foi um dos primeiros a trazer o esporte para as águas brasileiras.

Aos 17 anos, Lemann foi campeão nacional da categoria juvenil no tênis, mas, como desejava, foi completar seus estudos em Harvard, nos Estados Unidos. Da América para a Europa, foi à Suíça estagiar após ter se formado em economia. Na terra de seu pai, o brasileiro foi campeão nacional de tênis, o que lhe rendeu um convite para disputar a Copa Davis pela Suíça, em 1962, contra a África do Sul.

Nesse período, Lemann passou a se dedicar ao esporte, chegando a disputar Wimbledon, sem sucesso. Perdeu na primeira rodada. Contudo, o brasileiro teve também seus momentos de ouro, venceu Jan Kodes, campeão de Roland Garros e Wimbledon, Nicola Pietrangeli e Thomaz Koch. Aliás, quando o mesmo Thomaz Koch, por estar machucado, não pode disputar a Copa Davis pelo Brasil, Lemann foi chamado para representar a nação em duelo contra a Argentina, em 1972.

No Brasil, Jorge Paulo Lemann foi grande campeão. Saiu vencedor do estadual do Rio de Janeiro por 16 vezes, além de ter conquistado o nacional em cinco ocasiões: 1968, 1969, 1971, 1974 e 1975. Nesta última ocasião, quando tinha 36 anos, a vitória foi uma grande virada sobre Fernando Gentil. O jogo foi disputado no Country Club, o clube de sua infância, após sair atrás em 2 sets, Lemann virou a partida, vencendo por 3 a 2 a final com seis horas de duração.

Já mais velho, o bilionário continuou com suas grandes atuações, sendo campeão mundial da categoria 45-50 anos na Áustria e bicampeão mundial da categoria 50-55 anos, na Espanha e na Itália.

Leia também: Barcos visita 'Piratinha' e realiza sonho da fã de 3 anos

Carro e jogador, uma combinação perigosa

Fuinha vira estrela de partida no campeonato suíço

Hoje, aos 73 anos, o dono de empresas como a gigante das cervejas Anheuser-Busch InBev e a rede de fast-food Burguer King ainda disputa campeonatos, agora pela categoria ITF Senior. Sua última conquista foi o Paulistano Open, em setembro de 2012.

Deixe seu comentário