Oscar Niemeyer morre aos 104 anos no Rio de Janeiro

Um dos mais importante arquitetos brasileiros, Niemeyer também deixou seu traço no mundo esportivo. Confira alguma dessas obras

76884
False

Oscar Niemeyer, um dos maiores nomes da arquitetura moderna no mundo, morreu nesta quarta-feira, 5, aos 104 anos, no Rio de Janeiro.

Apaixonado por futebol e pelo Fluminense, Niemeyer chegou a jogar no time juvenil do clube de Laranjeiras. Mais tarde, como arquiteto, deixou seu traço inconfundível também no mundo esportivo. Uma de suas primeiras obras, segundo o site oficial do arquiteto, foi um clube esportivo no Rio de Janeiro em 1935. O site do FOX Sports elencou alguma dessas obras. Confira:

1) O projeto do Museu Pelé, em formato de uma bola, que está sendo construído em Santos. A obra foi orçada em R$ 20 milhões e o museu teria um desenho da comemoração típica do Rei, o pulo com o punho erguido, como símbolo.

2) A taça do GP do Brasil de 2008. A peça foi confeccionada com matéria-prima 100% reciclável derivada do etanol da cana de açúcar e foi desenhada por Niemeyer, que diz ter se inspirado nas colunas do Palácio da Alvorada.

3) O esboço do projeto Escola do Esporte em Limeira, interior de São Paulo. O espaço, de no mínimo 100 mil metros quadrados, reuniria uma escola e atividades esportivas. O projeto deveria ser disponível para a população de baixa renda. Niemeyer não cobrou nada pelo esboço e orientação.

4) Niemeyer planejou, ao lado de José Carlos Sussekind, o estádio João Saldanha, que deveria ser construído em Rondônia para a Copa do Mundo de 2014. O Estado, no entanto, foi preterido na escolha das sedes do evento. Ao contrário da maioria dos estádios, o projeto de Niemeyer teria o formato retangular. Além disso, disporia de um teto retrátil para que pudesse ser utilizado tanto de dia, quanto à noite, sem ser afetado pelo mau tempo. 

5) O Diamantina Tênis Clube em Diamantina, Minas Gerais. Projetado nos anos 50, o prédio fica no centro histórico da cidade.

Deixe seu comentário