Calendário brasileiro impede supertime do Flamengo de fazer mais história

Rubro-negro quebra recorde atrás de recorde, mas excesso de jogos prejudica

428062
False

Exaltar o Flamengo é necessário. O supertime comandando por Jorge Jesus tem conquistado números expressivos em 2019. Há quatro meses no Flamengo, o treinador português vem ajudando o clube Rubro-negro a atingir novas marcas. Os números dele em 20 jogos são ótimos: 12 vitórias, seis empates e duas derrotas. 70% de aproveitamento. No ano, o clube carioca disputou 55 jogos com 34 vitórias, 14 empates, sete derrotas, 102 gols marcados e 44 sofridos.

Jorge Jesus pode escrever novos números no comando do Flamengo. Ele é o terceiro técnico a liderar mais rodadas no Brasileirão na era dos pontos corridos (2003 a 2019): São oito jogos. A frente dele apenas dois treinadores: Maurício Barbieri, em 2018, com 13 rodadas, e o saudoso Caio Júnior, em 2008, com 10 rodadas.

O português também está a uma vitória de quebrar um recorde pessoal no comando do Flamengo. Ele igualou o uruguaio Diego Aguirre como o técnico estrangeiro que mais liderou o Brasileirão na era dos pontos corridos (2003 a 2019): oito jogos. Ele superou o argentino Jorge Sampaoli com quatro e o colombiano Juan Carlos Osório com apenas uma rodada na liderança.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Na última rodada, o Flamengo chegou a 52 pontos em 23 rodadas do Brasileirão. É o recorde da história do sistema de pontos corridos, que passou a ser utilizado em 2003.

Marca histórica, mas em quatro jogos no segundo turno, o líder é o Goiás, com 12 pontos. O Flamengo é o segundo, ao lado do Corinthians: 10 pontos.

O time já marcou 102 gols na temporada. E um trio tem sido o destaque do Rubro-negro: Gabigol com 32, Bruno Henrique 19 e Arrascaeta 14.

Em 23 rodadas, o Flamengo tem a segunda maior média de finalizações por jogo, empatado com o Fluminense: 11,7. Só perde para o Santos: 12,3.

Não é recorde, mas o Flamengo tem o artilheiro do Brasileirão: Gabigol com 18 gols. Arrascaeta é o terceiro, com 10, e Bruno Henrique, o quarto, com nove.

O Flamengo, em 2019, tem a sexta maior invencibilidade da história do Brasileirão (1971 a 2019) com 10 jogos sem perder. Repete o feito das equipes em 1978, 1984, 2009 e 2016. E, com o atual time, pode alcançar outros números: (17 jogos) – 1980, (16) – 2011, (14) – 1974, (13) 1997 e (11) – 1982.

O sucesso da equipe tem inspirado a torcida que tem comparecido aos jogos em casa no Campeonato Brasileiro com recorde após 23 rodadas: média de 56.418 público presente.

O supertime de Jorge Jesus poderia conquistar mais números não fosse o excesso de jogos do futebol brasileiro. Nesta e na próxima semana,
por exemplo, o Flamengo vai jogar nos finais e meio a semana. Na 24ª rodada, o Rubro-negro recebe o Atlético-MG, no Maracanã. O time terá seis desfalques: Berrio (machucado), Reinier (seleção Sub-17), Arrascaeta (machucado), Gabigol (seleção), Rodrigo Caio (seleção) e Filipe Luís (machucado).

Muitos desfalques que mais cedo ou mais tarde irão prejudicar o Flamengo. Um alerta para a decisão da Libertadores e os 15 jogos que restam no Brasileirão. A gordura de cinco pontos na liderança do nacional é pequena e qualquer deslize poderá ser fatal.

O próprio técnico Jorge Jesus falou sobre a sequência de jogos e os desfalques. Ele admitiu que o elenco tem sofrido com o cansaço. “Antes do jogo perguntei a todos como estavam. Alguns disseram que estavam fadigados, mas queriam jogar. Há o respeito pelo Brasileiro. A CBF, para que o campeonato tenha mais valor, devia proibir de tirar mais do que cinco titulares no jogo seguinte”, disse.

Esse timaço merecia um melhor tratamento do nosso calendário. O bom futebol agradece!

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club

Saiba mais!

PVC: Flamengo de Jorge Jesus bate recorde no Brasileirão ao vencer a Chapecoense

Técnico do PSG diz o fator que mudou com Neymar nos últimos jogos

Diego Costa revela sonho em declaração que deixará a torcida do Flamengo eufórica

(Crédito da imagem: Reuters) 

Deixe seu comentário