Flamengo com novo recorde, tropeço do Palmeiras, técnico demitido, poucos gols e mudança no Z-4

Rubro-Negro abre cinco pontos sobre o vice-líder com gol polêmico

427968
False

A rodada 23 do Brasileirão foi de poucos gols: apenas 18, média de 1,8 por partida. Só um jogo terminou com o placar em zero a zero: Corinthians e Grêmio. A rodada foi dominada pelos visitantes que venceram cinco jogos fora de casa. Enquanto, apenas dois mandantes venceram e três jogos terminaram empatados. No topo da tabela, no G-4, Flamengo e Santos venceram. Palmeiras e Corinthians empataram.

O líder Flamengo bateu a lanterna Chapecoense por 1 a 0, na Arena Condá, e abriu cinco pontos sobre o vice-líder Palmeiras. O gol do Rubro-negro foi anotado por Bruno Henrique após análise do VAR. Carlos Eugênio Simon, comentarista de arbitragem do FOX Sports, não concordou com a decisão da arbitragem. Para ele, o atacante do Flamengo estava impedido. A vitória de número 16 do time de Jorge Jesus registrou uma nova marca histórica: o Flamengo chegou a 52 pontos em 23 rodadas. É o recorde na era de pontos corridos desde 2003. Antes, a maior marca era de 50 pontos e pertencia quatro clubes: São Paulo (2007), Fluminense (2012), Cruzeiro (2013) e Corinthians (2015 e 2017). Curiosidade: todos esses clubes conquistaram o título no ano da marca histórica.

O vice-líder Palmeiras empatou pela segunda vez seguida e em dois jogos faturou apenas dois pontos de seis possíveis. O resultado em 1 a 1 contra o Atlético-MG, no Allianz Parque, manteve a invencibilidade de sete jogos de Mano Menezes: cinco vitórias e dois empates. Além dos cinco pontos de diferença para o líder, o Palmeiras tem três vitórias a menos do que o Flamengo, um importante critério de desempate: 16 a 13.

O empate do vice-líder também foi bom para o Santos que bateu o Vasco por 1 a 0, fora de casa. O golaço do garoto estreante Tailson reduziu a diferença para o Palmeiras (3 pontos) e Flamengo (8). Esse foi o terceiro jogo consecutivo do Vasco sem vitórias em São Januário: duas derrotas e um empate.

Um dos destaques da rodada foi o duelo Tricolor entre São Paulo e Fortaleza. O eterno ídolo Rogério Ceni foi ovacionado pelos torcedores são-paulinos. Em campo, quem se deu bem foi o técnico Fernando Diniz: 2 a 1. Foi a primeira vitória do novo treinador em seu segundo jogo no comando do São Paulo. O Tricolor paulista é o quinto colocado três pontos atrás do Corinthians, o quarto na tabela: (42 a 39).

O time de Fabio Carille recebeu o Grêmio na Arena Corinthians e os dois rivais não saíram do zero no placar. O resultado manteve os clubes na mesma posição na tabela.

Mesmo com troca recente de técnico, Rogério Ceni por Abel Braga, o Cruzeiro segue com a sua crise sem precedentes. Já são seis jogos seguidos sem vitória no Brasileirão. Com o novo treinador, são dois jogos: uma derrota e um empate.

O 1 a 1 contra o Inter, no Mineirão, foi polêmico e teve ajuda do VAR. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães foi acionado pelo árbitro de vídeo que voltou atrás e marcou pênalti a favor do Cruzeiro. Fred cobrou e salvou o time mineiro do pior. O ponto positivo do jogo: a torcida azul aplaudiu o time pela luta em campo. Com o empate, a Raposa caiu mais uma posição no Z-4. Agora ocupa a antepenúltima colocação. O Internacional se manteve no G-6

Na zona de baixo da tabela algumas mudanças. O CSA bateu o Avaí por 3 a 1 em confronto direto contra o rebaixamento. Na luta para fugir da zona de degola, o CSA tem feito o dever de casa sob o comando do técnico Argel Fucks. Dos últimos quatro compromissos como mandante, a equipe de Alagoas venceu três (Chapecoense, Ceará e Avaí) e empatou um (Cruzeiro). São dez pontos somados.

O Ceará não vence há nove jogos na competição e na estreia do técnico Adílson Batista foi derrotado em casa pelo Goiás: 1 a 0. O time cearense está a apenas um ponto de distância para o Z-4.

E o Fluminense, de Marcão, venceu a segunda seguida e abriu três pontos do Z-4. Vitória importante no clássico carioca contra o Botafogo por 1 a 0 e na casa do adversário. Após a quarta derrota seguida, o técnico Eduardo Barroca foi demitido. Aos 37 anos, o treinador deixa o Botafogo com 10 vitórias, três empates e 14 derrotas.

Outra rodada com demissão de técnico, Flamengo fazendo história e novas confusões com VAR. Restam agora 15 jornadas para o final do Campeonato Brasileiro.

(Crédito da imagem: Alexandre Vidal/Flamengo)

Deixe seu comentário