Palmeiras tropeça em casa com futebol de quem não quer ser campeão

Empate em casa contra o Galo aumentou distância para líder Flamengo

427941
False

Um time nervoso em casa

e com um péssimo futebol. Tão descontrolado a ponto de alguns jogadores discutirem com os torcedores que deveriam apoiá-los, aliás 32 mil.

O 1 a 1 com o Atlético-MG, no Allianz Parque, foi bom só para o Flamengo. Com o resultado, a distância do Palmeiras para o Rubro-Negro agora é de cinco pontos: 52 a 47 e três vitórias (16 a 13).

Mesmo sem perder há sete jogos, desde que Mano Menezes assumiu o time (cinco vitórias e dois empates), os dois empates seguidos contra Inter, no Beira-Rio, e neste domingo (6/10) contra o desesperado Atlético-MG, despertou a ira de alguns poucos torcedores organizados que protestaram contra a diretoria após o jogo.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

O presidente Mauricio Galiotte e o diretor de futebol Alexandre Mattos foram os alvos das ofensas. Se essa manifestação é arquitetada ou não, nesse momento é o que menos importa.

Se o time ainda pensa em ser campeão, os jogadores precisam acordar e darem algo mais ao time. Não podem jogar o que jogaram no Allianz Parque.

O que o zagueiro Antônio Carlos e o atacante Deyverson fizeram no banco de reservas foi inadmissível. Não existe nada de errado em o torcedor vaiar o time que está ruim. Os dois jogadores discutirem e cobrarem torcedores só ajudaram a deixar o time mais nervoso com essa atitude destemperada.

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club

Dentro de campo, o atual campeão Brasileiro não soube fugir da forte marcação do Galo com três zagueiros no primeiro tempo. E ainda tomou um gol nos acréscimos. Uma pressão absurda da torcida na saída do time para o vestiário.

O resultado poderia ter sido pior se o time mineiro não tivesse recuado no segundo tempo. Nem o gol salvador de Dudu deixou o clima mais tranquilo para o Verdão.

E se em casa foi difícil, o duelo de quarta-feira contra o Santos, na Vila Belmiro, vai ser a prova definitiva de que o Palmeiras tem interesse em buscar novamente o título do Brasileirão ou se o ano pode encerrar mais cedo sem iludir o torcedor.

Saiba mais!

PVC: Flamengo de Jorge Jesus bate recorde no Brasileirão ao vencer a Chapecoense

Técnico do PSG diz o fator que mudou com Neymar nos últimos jogos

Diego Costa revela sonho em declaração que deixará a torcida do Flamengo eufórica

Crédito da foto: Divulgação/Flickr

Deixe seu comentário