A cena mais espetacular do ano, e ao mesmo tempo patética, vem do Beira-Rio

O dia em que Cirino virou mágico e super-herói ao mesmo tempo no título inédito do Athletico Paranaense na Copa do Brasil

425489
False

Caro leitor, o que você pensou quando Marcelo Cirino deu aquele drible sensacional de caneta em Edenílson e Rafael Sóbis no Beira-Rio? Provavelmente vibrou com a linda jogada ou se levantou da cadeira! Certo? Assim é a experiência do futebol. A jogada, o drible, é ainda mais genial pois aconteceu em uma final de campeonato e virou um golaço de Rony, o do título inédito do Athletico-PR na Copa do Brasil.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Até agora estou olhando o lance, repetidas vezes, e a genial jogada viralizou. Ela surge a todo momento em nossa timeline, no celular, nas ferramentas modernas que servem para nossa diversão. E o que mais chama atenção no lance, é a cena patética dos dois jogadores do Inter sem saber o que fazer, tipo: “e aí, era sua, vai lá...” Teve até gesto de mão. Nem eles acreditaram na jogada do atacante adversário, que entrou no segundo tempo da final, para fazer o que fez! O drible foi tão desconcertante que Edenílson e Sóbis não tiveram nem tempo de reação para correr atrás do elástico Cirino e matar a jogada, impedir o que seria quase impossível. Ali mesmo, o Colorado foi enterrado.

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

CR7, Messi ou Van Dijk? PVC, Bolívia, Benja e companhia elegem o melhor do mundo

De todas as explicações que ouvi ao longo do dia, a melhor foi publicada pela FIFA, em seu Twitter. “Messi, se sua capa de herói está sumida, Marcelo Cirino roubou para lutar contra alguns inimigos. Uma das assistências mais impressionantes que você pode ver, decorada com um calcanhar de costas, selou a conquista do Athletico na Copa do Brasil”, postou a entidade máxima de futebol.

Marcelo Cirino está longe de ser Lionel Messi, mas na gigante vitória do Furacão no Beira-Rio foi mágico e super-herói ao mesmo tempo. Isso que é legal no futebol. Nem sempre o craque é o cara do jogo, o grande personagem. Os seres humanos comuns também podem ter o seu dia de glória!

Leia também!

Presidente do Bayern detona estrela do Barcelona

Site diz por que Dani Alves não foi para a Juventus

Mudanças no Corinthians? Carille diz se trocará time após derrota

(Crédito da imagem: Divulgação/Site Athletico-PR) 

Deixe seu comentário