Santos de Sampaoli tem pinta de campeão e técnico pode quebrar recorde do uruguaio Aguirre

Treinador argentino está há nove meses no comando do time da Vila Belmiro

419334
False

Em menos de um ano no Brasil, Jorge Sampaoli, 59 anos, conseguiu um feito que muitos não acreditavam: desbancar o Palmeiras e liderar o Brasileirão. A diferença na tabela é de quatro pontos. Parece pouco, mas é muito para quem já apontava um novo título para o campeão. No futebol ninguém ganha na véspera.

Mais do que isso! A campanha do Santos é sólida nas mãos do estreante treinador argentino no torneio nacional. O Peixe tem duas vitórias a mais do que o Verdão: 10 a 8. É o time que mais venceu no campeonato. Tem também mais gols: 23 a 21. Só perde para o Flamengo, terceiro colocado, com 24. A defesa do Peixe é a quarta melhor. E contra o vice-líder, que divide com o São Paulo o quesito de melhor defesa, apenas dois gols de diferença: 9 a 7.

Em 13 jogos no Brasileirão, sete vitórias seguidas. A última uma goleada humilhante contra o Goiás em casa: 6 a 1. Aos poucos Sampaoli vai mostrando do que é capaz e ganhando elogios até de Pepe, o maior artilheiro da história do Alvinegro Praiano, já que, para o eterno ídolo do Peixe, o Rei não entra na disputa. Ao todo, Pelé fez 1091, enquanto Pepe anotou 405.

“Obrigado ao elenco do meu Santos por esse futebol maravilhoso que me faz reviver os bons tempos!”, postou o ex-parceiro de Pelé em suas redes sociais.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Muito desse sucesso tem que ser creditado a Sampaoli. Ele é brigador. Peita até o presidente do clube para pedir contratações e exigir melhorias. Fico pensando se o Gabigol, artilheiro do Brasileirão pelo Santos no ano passado, com 18 gols, tivesse seguido no Peixe. Esse time teria muito mais gols.

Mas o Peixe tem também os seus goleadores: Eduardo Sasha (6 gols) e Carlos Sánchez (5). E o pequeno Soteldo (3), que anotou dois na última rodada. Na goleada contra o Goiás foi bonito ver o time do Santos. Quatro jogadores foram bem e poderiam constar na seleção da rodada: o zagueiro Gustavo Henrique, o lateral-esquerdo Jorge, o meia uruguaio Carlos Sánchez e o venezuelano Soteldo, de apenas 1,60m. Poderia ainda citar o lateral-direito Victor Ferraz e o zagueiro Lucas Veríssimo.

E na véspera do clássico contra o São Paulo, no Morumbi, pesquisamos alguns números para animar a torcida santista. Na Era dos pontos corridos (2003/2019), oito clubes que lideravam na 13ª rodada foram campeões. O Corinthians em 2017 foi o único deles que superaram os números atuais do Peixe: 35 a 32. Ou seja, o time do treinador argentino tem uma boa pontuação e se seguir nessa pegada pode ser o campeão.

Outro detalhe curioso: Sampaoli é o terceiro técnico estrangeiro a liderar o Brasileirão dos pontos corridos. O técnico soma duas rodadas na liderança contra oito do uruguaio Diego Aguirre. O colombiano Juan Carlos Osorio liderou apenas uma rodada.

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

O jogo deste sábado (10 de agosto) será na casa do rival São Paulo. Único paulista que ainda não venceu um clássico paulista em 2019. (Ver tabela abaixo) O Santos é o segundo com melhor aproveitamento e o Corinthians é o Rei dos clássicos. O Palmeiras, o terceiro.

Caso Jorge Sampaoli não conquiste o título inédito, superar Diego Aguirre já será um grande feito. Afinal, o treinador uruguaio passou por três clubes gigantes: Internacional, Atlético-MG e São Paulo. Além disso, o técnico conquistou dois títulos com times brasileiros: Campeonato Gaúcho pelo Inter em 2015 e a Florida Cup com o Galo em 2016.

Dos 20 técnicos da Série A este ano, Sampaoli é o sexto mais longevo ao lado de Fábio Carille, do Corinthians, e Fernando Diniz, do Fluminense. Os três estão há nove meses no cargo.

Outra vantagem e que deixa o Santos com pinta de campeão é a ausência em outros torneios. O time de Sampaoli teve uma semana tranquila para treinar e recuperar jogadores do cansaço físico e de possíveis lesões. Vai chegar no clássico San-São voando.

Mas nem tudo foi calmaria para Jorge Sampaoli. Sob o seu comando, o time santista foi eliminado de três competições em casa, em 2019: Campeonato Paulista, Sul-Americana e Copa do Brasil. Corinthians, na semifinal do estadual; River Plate, do Uruguai, na primeira fase da competição sul-americana; e Atlético Goianiense. Mesmo com essas três eliminações, os números do técnico argentino são bons nos nove meses comandando o Peixe. Em 2019, 39 jogos, 22 vitórias, nove empates e oito derrotas. Aproveitamento de 64,1%. Acima da média!

É bom lembrar, que além de Pepe, Sampaoli teve apoio do maior craque da história do futebol, Pelé. Quando chegou ao Santos, em dezembro, o argentino disse que montaria um time que estivesse à altura do clube, que já teve o Rei do Futebol.

Se ele está no caminho certo, só o tempo vai dizer, mas aos poucos ele está dando ao Santos a grandiosidade e importância que sempre mereceu!

Clássicos paulistas em 2019. Veja aproveitamento:

Corinthians - 10 jogos: 5 vitórias, 3 empates e 2 derrotas (60%)

Santos – 7 jogos: 3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas (52,4%)

Palmeiras – 8 jogos: 2 vitórias, 5 empates e 1 derrota (45,8%)

São Paulo – 9 jogos: 4 empates e 5 derrotas (14,8%)

Técnicos estrangeiros que já lideraram o Brasileirão na Era dos pontos corridos (2003-2019):

8 rodadas - Diego Aguirre (Uruguai)

2 rodadas - Jorge Sampaoli (Argentina)

1 rodada - Juan Carlos Osorio (Colômbia)

Técnicos mais longevos dos clubes da Série A do Campeonato Brasileiro:

2 anos e 11 meses - Renato Gaúcho (Grêmio)

1 ano e 9 meses - Odair Hellmann (Internacional)

1 ano e 9 meses - Rogério Ceni (Fortaleza)

1 ano e 2 meses - Tiago Nunes (Athletico-PR)

1 ano e 1 mês - Luiz Felipe Scolari (Palmeiras)

9 meses - Fábio Carille (Corinthians)

9 meses - Fernando Diniz (Fluminense)

9 meses - Jorge Sampaoli (Santos)

4 meses - Rodrigo Santana (Atlético-MG)

 4 meses - Roger Machado (Bahia)

4 meses - Eduardo Barroca (Botafogo)

4 meses - Enderson Moreira (Ceará)

4 meses - Cuca (São Paulo)

3 meses - Vanderlei Luxemburgo (Vasco)

 1 mês - Argel Fucks (CSA)

1 mês - Alberto Valentim (Avaí)

1 mês - Jorge Jesus (Flamengo)

Sem técnico atualmente: Chapecoense, Cruzeiro e Goiás.

Leia também!

Gabigol revela que conversa com Balotelli quase todos os dias

Barcelona contra-ataca e traça novo plano para ter Neymar

Torcedores do Chelsea ‘atacam’ restaurante de D. Luiz em Londres

Crédito da foto: Ivan Storti/Santos FC

Deixe seu comentário