Simon: O VAR está apitando

O novo sistema foi acionado 35 vezes nos 60 jogos das primeiras seis rodadas do Brasileirão

409864
False

Segundo dados divulgados pela CBF, o VAR ("Video Assistant Referee") foi acionado 35 vezes nos 60 jogos das primeiras seis rodadas do Campeonato Brasileiro. Nestas ocasiões, o árbitro de vídeo modificou 30 das decisões do juiz de campo, o que dá um índice de 85%.

Final do NBB e mais: a semana do FOX Sports

Por outro lado, possivelmente graças ao VAR, o número de faltas e cartões diminuiu na comparação com as últimas cinco temporadas. Em 2019, até o momento, a média de faltas é de 27,8 e 4,1 cartões amarelos por partida. Nos anos anteriores, as infrações atingiram a média de 30 por jogo nas primeiras cinco rodadas.

'Não Pipoca': Sormani deixa Romário e Ronaldo de fora de top 5 'de respeito'

Estes números iniciais da competição apontam para duas conclusões, igualmente incipientes. A primeira indica o uso acurado do VAR no sentido de detectar as infrações não percebidas pelo árbitro de campo e seus assistentes. o que depõe a favor do treinamento executado antes de começar a competição pela Comissão de Arbitragem da CBF, comandada por Leonardo Gaciba, no sentido de fazer bom uso desta tecnologia.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

O segundo é que os jogadores, cientes da implacabilidade do olhar eletrônico, estão mais comedidos no que diz respeito a cometer infrações e reclamar das decisões da arbitragem. Aliás, até o momento as reclamações não são tão intensas como se poderia esperar, dada a índole do jogador brasileiro.

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

A principal polêmica gerada pelo uso do VAR aconteceu na sexta rodada no jogo em que o Palmeiras venceu o Botafogo por 1 a 0, com gol de pênalti marcado pelo árbitro de vídeo. O Botafogo entrou na Justiça Desportiva pedindo a anulação da partida, argumentando que o juiz paranaense Paulo Roberto Alves Junior não poderia ter usado o árbitro de vídeo para analisar o lance depois da partida ter sido reiniciada, de acordo com determinações que constam da cartilha do VAR escrita pela FIFA. A CBF ainda não homologou o resultado da partida, atendendo solicitação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que deverá julgar o caso nos próximos dias.

Saiba mais:

De saída do Barça, Coutinho está na mira de 3 clubes

Flamengo volta a tentar a contratação de meio-campista

Real Madrid está muito próximo de fechar com francês

Crédito da imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Deixe seu comentário