Plano B da seleção da Argentina, Pochettino já crava onde estará em 2019

Em entrevista ao canal argentino Direct TV Sports, o comandante do Tottenham se mostrou lisonjeado com o interesse da AFA, mas afirmou ser inviável assumir a seleção pois ainda tem contrato com os Spurs

381667
False

Se um dia a Associação de Futebol Argentino (AFA) cogitou ter um grande nome para liderar o processo de renovação da seleção Albiceleste após o fracasso na Copa do Mundo da Rússia, agora começa a ver as opções cada vez mais escassas. Sem um aceno positivo de grandes nomes, passou a ser especulada a possibilidade de Maurício Pochettino ser contratado, algo que o próprio técnico já fez questão de negar veementemente.

Estreia do NBB e jogos da Bundesliga: a semana no FOX Sports

Em entrevista ao canal argentino DirecTV Sports, o treinador do Tottenham revelou que não irá assumir em hipótese alguma a seleção argentina neste momento. Apesar de ter admitido se sentir honrado por ter seu nome veiculado, apontou o compromisso com os Spurs e a vontade de seguir na Inglaterra como empecilhos.

El Clásico Barcelona x Real Madrid no dia 28; saiba como assistir ao vivo

“Quando vejo que meu nome está sendo cotado me deixa muito honrado, mas tenho mais quatro anos de contrato aqui com o Tottenham e é inviável assumir a seleção argentina”, disse Pochettino, que teve recentemente a extensão do seu vínculo oficializada.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Enquanto não anuncia um nome em definitivo, a seleção argentina segue sendo comandada por Lionel Scaloni, que tem como assistentes os ex-jogadores Pablo Aimar e Walter Samuel. A efetivação do jovem comandante é também tratada como uma possibilidade na imprensa local, já que nomes como Diego Simeone e Marcelo Gallardo não parecem estar dispostos a deixar seus clubes.

Saiba mais:

Sassá 'soca' o troféu e provoca o Galo

PSG mira a contratação de Griezmann

Andrés ironiza o Cruzeiro e faz promessa

Outras alternativas da AFA são nomes de menor expressão internacional, mas visto com bons olhos. Guilhermo Schelotto, técnico do Boca Juniors, e Tata Martino, atualmente no Atlanta United, dos Estados Unidos, podem entrar em pauta nas próximas semanas.

Crédito Foto: Divulgação/Instagram/Tottenham Hotspur (@spursofficial)

Deixe seu comentário