Grupo de oposição vai pedir impeachment de Bandeira de Mello no Flamengo, diz site

Segundo informação do UOL Esporte, nesta quarta-feira (17), Chapa Fla-Tradição vai levar solicitação ao Conselho Deliberativo

381400
Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo

O clima nos bastidores do Flamengo segue quente. E pode ficar ainda pior. Segundo publicação do site UOL Esporte nesta quarta-feira (17 de outubro), o grupo Fla-Tradição, do candidato a presidente Marcelo Vargas, deve solicitar ao Conselho Deliberativo a abertura de um processo de impeachment de Eduardo Bandeira de Mello, atual mandatário.

Finalíssima da Copa do Brasil, estreia do NBB e mais: a semana no FOX Sports

A venda de Lucas Paquetá ao Milan, a candidatura a deputado Federal de Bandeira com suposto uso de imagem do Flamengo, além de solicitação de empréstimo e antecipação de receitas, são alguns dos motivos alegados pela oposição.

Nesta quarta-feira, Bandeira de Mello, o vice de futebol e candidato a presidência Ricardo Lomba, e Bruno Spindel, CEO do clube, concederam entrevista coletiva no CT Ninho do Urubu para explicar a venda de Paquetá e rebater os questionamentos políticos.

El Clásico Barcelona x Real Madrid no dia 28; saiba como assistir ao vivo

"Só gostaria de falar que: por óbvio, é leviano pensar que qualquer um aqui tinha interesse de se desfazer do jogador, adorado pela torcida, um dos nossos melhores jogadores, nome de Seleção. Ninguém fica contente em perder um ídolo desses, mas temos que olhar que, por essas características, despertou o interesse de grandes clubes europeus. Desde o início do ano tentamos renovar o contrato, ampliando o prazo, para nos proteger disso”, disse Lomba, que seguiu:

“Mas temos que olhar o lado do jogador e suas aspirações profissionais. Ele vislumbrava a possibilidade de jogar Champions League, um futebol mais estruturado, 40, 45 partidas por ano, nós jogamos 85, quase o dobro, os grandes ídolos do esporte estão lá. Não somos donos do jogador. Tentamos oferecer as melhores condições, mas, infelizmente, essa é a realidade do futebol brasileiro”, afirmou o vice.

Diego de saída do Flamengo? Quesada fala em 'início do fim'

O candidato à presidência do clube ainda disse que a negociação foi boa para o Rubro-Negro no lado financeiro. “Ele vai nos ajudar, se tudo der certo, a ser campeão brasileiro. Do ponto de visto financeiro, a negociação é muito boa para o Flamengo, com números expressivos. Permitindo que o clube se estruture para o início de temporada muito melhor”, completou.

Saiba mais:

Santos quer Diego, do Flamengo, para 2019

Palemiras revela plano por renovações

Jornal: Neymar pode voltar para o Barcelona

Crédito da foto: Divulgação Prefeitura Rio