Gustavo Gómez fala de entrada em Tevez que virou meme e diz: ‘Agradeço de escolher o Palmeiras'

Zagueiro paraguaio concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira e falou sobre diversos temas e aproveitou para falar de Deyverson, Libertadores e Boca Juniors

381267
Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo

Um dos destaques da campanha do Palmeiras de 2018 que ainda briga por títulos do Brasileirão e da Conmebol Libertadores, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez foi o escalado para a entrevista coletiva desta terça-feira e foi perguntado sobre um tema que agita os torcedores do clube.

Logo quando foi contratado do Milan, no meio do ano, viralizou entre os palmeirenses um vídeo de uma entrada de Gomez, em 2015, então no Lanús, da Argentina, em cima do atacante Tevez, na época no Boca e que hoje também faz parte do elenco do time de Buenos Aires. O defensor paraguaio, no entanto, evitou polêmicas e preferiu não comentar o lance.

Finalíssima da Copa do Brasil, estreia do NBB e mais: a semana no FOX Sports

Gómez foi questionado sobre isso e o fato de encarar na semi da Libertadores o Boca, time pelo qual tem no histórico essa dura entrada e também já despertou interesse, já que o clube argentino também o quis contratar, disputando com o Palmeiras seus direitos junto ao Milan.

“A partida contra o Boca será muito boa, de dois times que estão muito bem. São dois times históricos. Hoje estou no Palmeiras e dou graças a Deus por estar aqui e ter me dado a sabedoria de escolher o Palmeiras. Estou contente aqui”, falou o zagueiro.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gómez falou ainda sobre outros temas, como se espera ser titular do time que disputa jogos da Conmebol Libertadores.

Viagens

“Viajar cansa um pouco, não é uma grande desvantagem, mas influencia. Mas o grupo está preparado para enfrentar qualquer circunstância no caminho que enfrentamos com muita responsabilidade, como fazemos nos treinamentos e colocamos em prática no fim de semana”

“Uma linda experiência voltar ao meu país e encontrar companheiros que não via há algum tempo. A ideia do que ele quer, foi bem claro, e na semana que estivemos juntos percebemos o que ele queria. Tomara que ele vá muito bem conosco e a seleção merece ir muito bem”.

Saiba mais:

Real Madrid tem trunfo para tirar Hazard do Chelsea

Jornal espanhol dá dicas do Palmeiras ao Real Madrid

Bueno saca dois gigantes da briga pelo título brasileiro

Espera jogar no time da Libertadores?

“Primeiramente, estou muito contente pelo rendimento da equipe. A adaptação foi mais fácil com a ajuda de todos os companheiros e demais jogadores. Tudo que o clube nos fornece é incrível, isso tornou mais fácil a adaptação. O técnico vai decidir, como faz sempre, todos estão muito felizes por como o time tem jogado. Isso o treinador vai decidir de acordo com o treinamento e cada partida.”

Adaptação

“A adaptação é fácil quando se treina com confiança, e a comissão técnica e os dirigentes têm me dado muita confiança. Aqui não falta nada, esse clube tem tudo e isso facilita que nos demos tudo pelo Palmeiras.”

Jogo contra time que o quis contratar e entrada em Tevez

“A partida contra o Boca será muito boa, de dois times que estão muito bem. São dois times históricos. Hoje estou no Palmeiras e dou graças a Deus por estar aqui e ter me dado a sabedoria de escolher o Palmeiras. Estou contente aqui.”

Amizade com Deyverson

“Com ele falo muito mais, porque fala espanhol. Ele é um cara muito sentimental, é um cara legal, um bom companheiro. É o técnico quem decide, e temos um plantel forte, jogadores com muita qualidade.”

Experiência como cobrador de pênaltis

“Eu era o encarregado de bater, havia várias partidas. Estamos treinando bastante porque errávamos muito nos jogos anteriores, e o técnico começou a treinar os defensores também para bater. E, assim, estamos treinando para bater.”

Crédito: Ricardo Moreira/ Fotoarena