Polêmica em gol do Fla e punição por súmula: conheça o juiz da final da Copa do Brasil

Wagner do Nascimento Magalhães precisou até mesmo fazer aulas de teatro para lidar melhor com os atletas em campo. Carlos Eugênio Simon também falou sobre o comandante

381148
False

A decisão da Copa do Brasil entre Corinthians e Cruzeiro, que acontecerá nesta quarta-feira, às 21h45, com transmissão ao vivo dos canais FOX Sports, terá o comando do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães. Com boas atuações recentes, o carioca acumula também histórias polêmicas ao longo da carreira. O FOXSports.com.br traça um perfil do comandante, que deve estar no centro das atenções da final, assim como os atletas.

Com 39 anos, o árbitro Fifa, natural de São João do Miriti, no Rio de Janeiro, apitará pela primeira vez na carreira uma final de Copa do Brasil. Wagner iniciou sua carreira em 2010, quando fez a sua estreia como árbitro no futebol brasileiro. A primeira partida válida pela CBF que o profissional apitou foi entre América-MG e Figueirense, pela Série B do Brasileirão daquele ano. Curiosamente, por ser muito tímido, o comandante do duelo precisou fazer aulas de teatro para se livrar em partes do problema e conseguir se comunicar melhor com os atletas em campo.

Finalíssima da Copa do Brasil, estreia do NBB e mais: a semana no FOX Sports

Porém, o carioca possui alguns problemas ao longo da carreira. Talvez o mais grave deles tenha acontecido em maio deste ano. Wagner foi punido com 30 dias de suspensão pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba, em João Pessoa, por não ter relatado na súmula uma confusão generalizada entre as torcidas do Treze contra o Botafogo-PB, no Estádio Amigão, em Campina Grande, pela semifinal do Estadual.

Uma outra polêmica, desta vez interpretativa e que pouco abalou a imagem do árbitro, foi uma suposta comemoração em um gol de Paolo Guerrero, ainda no Campeonato Carioca de 2017. As imagens mostram Wagner balançando o braço direito, como se estivesse vibrando com o gol do peruano. Porém, a reclamação ficou por parte dos rivais, mas nada foi comprovado.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Para Carlos Eugênio Simon, comentarista de arbitragem dos canais FOX Sports, a indicação de Wagner do Nascimento Magalhães é positiva e pode ser ‘o grande diferencial’ do comandante para a sequência da sua carreira.

“Ele é um árbitro muito bom. O melhor do Estado do Rio de Janeiro. Tem um excelente condicionamento físico e o mais importante de tudo: está vivendo um bom momento. Ele está em grande fase, foi preservado pela comissão nas últimas rodadas do Brasileirão para se preparar para essa final. O duelo em Itaquera vai ser importante para ele dar um salto de qualidade na carreira”, disse o analista. Nesta Copa do Brasil, Wagner teve boa atuação no empate por 1 a 1 entre Cruzeiro e Palmeiras, que marcou a classificação da Raposa para a grande final do torneio. 

Saiba mais:

Real Madrid tem trunfo para tirar Hazard do Chelsea

Jornal espanhol dá dicas do Palmeiras ao Real Madrid

Bueno saca dois gigantes da briga pelo título brasileiro

“A parte importante também é que ele herdou uma partida sem resquícios. O Daronco, árbitro da partida de ida, teve uma boa atuação. Então a partida tende a ser mais tranquila para ele. Não tem muito com o que se preocupar. Ele é um árbitro que mostra poucos cartões amarelos. Ele precisa entender o lado psicológico da decisão, conversar com os atletas e não estragar a final logo no início”, finalizou Simon.

Crédito: Cesar Greco/ Fotoarena

Deixe seu comentário