Advogado de Cristiano Ronaldo diz que documentos sobre estupro são falsos

Christiansen afirmou que os documentos foram roubados por um hacker e um jornal acabou irresponsavelmente por publicar alguns dos documentos roubados

380479
False

O advogado americano Peter S. Christiansen, que vai defender o português Cristiano Ronaldo na denúncia por estupro feita pela modelo Kathryn Mayorga, garantiu nesta quarta-feira que os documentos que foram divulgados sobre o caso são falsos.

"Os documentos que supostamente contêm declarações do senhor Ronaldo e foram reproduzidas na imprensa são puras invenções", afirmou o advogado em comunicado divulgado pela Gestifute, a agência que representa o astro do Real Madrid.

Quem leva? Rodrigo Bueno dá palpite para a final da Copa do Brasil

Cruzeiro x Corinthians e muito mais ao vivo nos canais FOX Sports

Christiansen afirmou que os documentos foram roubados por um hacker e um jornal acabou irresponsavelmente por publicar alguns dos documentos roubados. Denunciou também que "partes significativas" desses documentos foram "alteradas e/ou completamente fabricadas".

Saiba mais:

Flamengo acerta venda de Lucas Paquetá

Palmeiras tem ótima notícia para reta final

Ex-SP confirma rumor sobre ida para o Porto

"Cristiano Ronaldo não nega que aceitou realizar um acordo, mas as razões que o levaram a fazê-lo estão, pelo menos, sendo distorcidas. Esse acordo não representa de modo algum uma confissão de culpa", explicou o advogado, que reiterou que a posição do jogador sempre foi e continua sendo que se tratou de uma relação consensual.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

"Cristiano se limitou a seguir o conselho de seus assessores para pôr fim às acusações ultrajantes contra si, por isso optou pela assinatura do acordo que agora a outra parte descumpriu", acrescentou Christiansen.

Crédito da foto: EFE

Deixe seu comentário