Ações da Juventus caem 5% após acusações de estupro contra CR7

Na última segunda-feira, a polícia de Las Vegas reabriu a investigação apresentada por Kathryn Mayorga, atualmente com 34 anos

379818
False

As acusações de estupro que recaem sobre Cristiano Ronaldo desde os últimos dias já começaram a afetar a Juventus. Antes em alta no mercado de investimentos pelo impacto que a contratação do craque português causou como um todo, o clube italiano amanheceu vendo suas ações na Bolsa de Milão em queda, atingindo 5% em determinado momento da manhã.

Bayern, Borussia, Boca e muito mais ao vivo nos canais FOX Sports

Exatamente às 11h20 no horário local (6h em Brasília), a ação da Juventus na bolsa italiana, que viveu momentos de disparada com a chegada do camisa sete e ex-melhor jogador do mundo, perdia 5,07%, a 1,254 euro, em um mercado em retrocesso de 0,99%. Boa parte dessa queda se deve a intensificação da repercussão quanto as acusações contra o português.

Na última segunda-feira, a polícia de Las Vegas reabriu a investigação apresentada por Kathryn Mayorga, atualmente com 34 anos. A norte-americana afirma que Cristiano Ronaldo a forçou a fazer sexo sem consentimento em junho de 2009, antes do atacante rumar ao Real Madrid, onde permaneceu até a última temporada.

Assim que o tema ganhou repercussão na imprensa internacional, o próprio jogador foi as redes sociais para se posicionar quanto ao caso, negando veementemente a acusação que lhe cabe e dizendo que não dará atenção ao “espetáculo midiático”.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

“Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero o estupro um crime abominável, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem quer se promover à minha custa. Aguardarei com tranquilidade o resultado de quaisquer investigações e processos, pois nada me pesa na consciência”, disse Cristiano Ronaldo.

Pessoas próximas ao jogador, como o treinador da seleção portuguesa, Fernando Santos, e o comandante da Juventus, Massimiliano Allegri, também saíram em defesa das acusações. O italiano, inclusive, indicou que CR7 está tranquilo e pronto para entrar em campo. Por seu país, o camisa sete voltou a ficar fora da convocação, mas a justificativa dada pela federação portuguesa foi de um acordo para que o craque siga seu processo de adaptação a Juventus.

Saiba mais:

Meia do Palmeiras é vítima de sequestro relâmpago

"Essa arbitragem foi uma quadrilha, um vagabundo"

Estrela do Boca provoca Egídio após eliminação

Crédito da foto: Reuters

Deixe seu comentário