Perdão ao Cruzeiro “ajudou” time argentino a ser campeão da Libertadores caso semelhante

Meio-campista Leandro Romagnoli atuava pelo San Lorenzo em 2014 e foi expulso na partida contra a Raposa; Conmebol, no entanto, também anulou o cartão vermelho do argentino

379595
False

O Cruzeiro tenta fazer história na Conmebol Libertadores. Após perder a primeira partida das quartas de final, contra o Boca Juniors, por 2 a 0, a Raposa tenta a virada no Mineirão. Expulso no jogo de ida, o zagueiro Dedé teve seu cartão vermelho anulado e poderá entrar em campo. Um caso parecido aconteceu com um adversário do próprio clube mineiro, na edição de 2014 da competição. O duelo desta quarta-feira (4 de outubro) terá transmissão ao vivo e exclusiva do FOX Sports.

Em um duelo entre Cruzeiro e San Lorenzo, válido pelas quartas de final da Libertadores de 2014, o meio-campista argentino Leandro Romagnoli acabou sendo expulso por uma suposta agressão ao ex-atacante cruzeirense Marcelo Moreno.

Com o empate em 1 a 1 em Belo Horizonte e a classificação para a semifinal garantida, o San Lorenzo entrou com um recurso na Conmebol para que o então camisa 10 pudesse enfrentar o Bolívar. A entidade aceitou o pedido dos argentinos, e Romagnoli foi um dos destaques da vitória por 5 a 0 sobre os bolivianos.

Na decisão do torneio, o San Lorenzo derrotou o Nacional do Paraguai e se sagrou campeão da Conmebol Libertadores pela primeira vez na história.

Crédito da foto: Dudu Macedo/Fotoarena
Deixe seu comentário