Bueno: Hora de atualizar as torcidas dos times nacionais

Conferimos o tamanho das torcidas com base na população atualizada do Brasil

376900
False

Nesta hora em que temos uma chuva de pesquisas eleitorais (que trazem na bagagem por vezes também pesquisas de torcida), neste instante em que temos um embate entre Flamengo e Corinthians nas semifinais da Copa do Brasil e neste momento em que temos novos números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre a população do país, é hora de atualizar o tamanho das torcidas dos times brasileiros.

Veja os jogos da La Liga no FOX Premium

Segundo o IBGE, são 208.494.900 brasileiros espalhados por 5.570 municípios no país. Houve um aumento de 0,82% na população nacional em comparação com 2017. Uma conta grosseira que normalmente é feita para medir o tamanho aproximado das torcidas dos clubes consiste em pegar a população e cruzar com os índices das pesquisas de torcida.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Neste ano, tivemos a tradicional pesquisa do Datafolha, feita com pessoas de 16 anos ou mais e que inclui o número de torcedores que não gostam de futebol, não simpatizam com nenhum time (22% do povo brasileiro, o que dá 45.868.870 pessoas). Poucas mudanças aconteceram na verdade nessa pesquisa do Datafolha em relação a outros anos. Flamengo tem 18% da preferência nacional, com o Corinthians ostentando 14%. São Paulo (8%), Palmeiras (6%), Cruzeiro e Vasco (4%), Grêmio, Inter e Santos (3%), Atlético-MG (2%) e Bahia, Botafogo, Fluminense e Vitória (1%) são os outros clubes preferidos dos brasileiros, lembrando que há uma margem de erro de dois pontos nessa pesquisa, para cima e para baixo. 

Saiba mais:

Réver explica 'queda' de Paquetá

PSG pode contratar mais uma estrela

Guardiola revela sonhar com seleção

Passo abaixo então o tamanho das torcidas com base na população atualizada do Brasil, lembrando que isso é uma conta grosseira, uma vez que menores de 16 anos não votam espontaneamente nos times de coração.

CLUBE          TORCEDORES

1º Flamengo                            37.529.082

2º Corinthians                          29.189.286

3º São Paulo                            16.679.592

4º Palmeiras                            12.509.694

5º Cruzeiro e Vasco                   8.339.796

7º Grêmio, Inter e Santos          6.254.847

10º Atlético-MG                         4.169.898

11º Bahia, Botafogo,

    Fluminense e Vitória               2.084.949

O Ibope, outro instituto que faz pesquisas regulares de torcida, apresentou neste ano uma inovadora lista, que traz tanto as “torcidas de fato”, o número absoluto de torcedores, como os “simpatizantes” de cada time, o número de pessoas que citam um clube como sua segunda opção. Vou dar mais ênfase aqui no número absoluto, que é o tema maior do post. Essa pesquisa recente feita pelo Ibope Repucom também leva em conta apenas quem tem 16 ou mais anos de idade (159,7 milhões de indivíduos, considerando que a lista foi produzida em 2017). Excluindo as pessoas que não torcem para nenhum time, o número de pessoas na pesquisa cai para 110,4 milhões de pessoas. Passo abaixo o resultado dessa pesquisa junto com o valor aproximado do tamanho de cada uma das maiores torcidas. 

CLUBE          TORCEDORES

1º Flamengo (23%)                 36.731.000

2º Corinthians (19%)               30.343.000

3º São Paulo (10%)                 15.970.000

4º Palmeiras (9%)                   14.373.694

5º Vasco (6%)                          9.582.000

6º Cruzeiro, Grêmio

 e Santos (4%)                          6.388.000

9º Atlético-MG e Inter (3%)        4.791.000

11º Bahia, Botafogo,

      Fluminense e Sport (2%)      3.194.000

15º Atlético-PR, Ceará,

      Santa Cruz e Vitória (1%)     1.597.000

19º Fortaleza e Paysandu (0,5%)   798.500

Cruzando essas duas pesquisas divulgadas, podemos fazer uma média daquilo que seria o tamanho aproximado das torcidas dos clubes brasileiros. O Flamengo tem mais de 37 milhões de torcedores, mas ainda não alcança os 40 milhões que muita gente divulga. O Corinthians quase bate nos 30 milhões de torcedores, número que foi propagandeado há anos sem muita base científica para isso. O São Paulo tem mais de 16 milhões de torcedores e consolida a posição de terceira maior nação, com o Palmeiras aparecendo pouco atrás, com mais de 13 milhões de fãs. O Vasco, que vive um século difícil, figura ainda em quinto lugar, mas não muito à frente do Cruzeiro, colecionador de títulos recentes. Grêmio, o mais popular do Sul, está mesmo tecnicamente empatado com o Santos, que renasceu para grandes conquistas neste século. Internacional e Galo vêm na sequência. Botafogo e Fluminense, que fecham a lista dos “12 grandes”, têm hoje torcidas que se equivalem à do Bahia. Vejamos a média das duas listas:

CLUBE          TORCEDORES

1º Flamengo                            37.130.041

2º Corinthians                          29.766.143

3º São Paulo                            16.324.796

4º Palmeiras                            13.441.694

5º Vasco                                   8.960.898

6º Cruzeiro                               7.363.898

7º Grêmio e Santos                   6.321.423

9º Inter                                    5.522.923

10º Atlético-MG                        4.480.449

11º Bahia, Botafogo e

      Fluminense                         2.639.474

14º Vitória                                1.840.974

Não fiz a média dos demais times citados porque eles apareceram apenas em uma das duas pesquisas. O Sport, pelo Ibope, pode ter uma torcida comparável à de Bahia, Botafogo e Fluminense. Essa pesquisa mostrou os clubes com mais torcedores “fiéis” e aqueles com mais “simpatizantes” (segunda opção no coração da pessoa): Grêmio e Inter (86% de fiéis e 14% de simpatizantes) são os melhores nesse quesito. Corinthians (82% e 18%), Flamengo (81% e 19%), Vasco (79% e 21%), São Paulo (77% e 23%), Cruzeiro (76% e 24%), Palmeiras (75% e 25%), Atlético-MG (74% e 26%), Sport (70% e 30%), Santos e Vitória (66% e 34%), Atlético-PR (65% e 35%), Ceará (64% e 36%), Fluminense (59% e 41%), Bahia (56% e 44%), Botafogo (55% e 45%), Paraná (44% e 56%), Chapecoense (23% e 77%) e América-MG (7% e 93%) completam a lista.

Os clubes gaúchos, embora não tenham as maiores torcidas do país, podem se orgulhar da fidelidade de seus torcedores. O Rio Grande do Sul é o Estado em que menos se torce para times de fora. A teoria muito usada pelos corintianos de que o Flamengo tem na verdade um grande número de simpatizantes cai por terra na medida em que os dois clubes têm, falando proporcionalmente, quase o mesmo número de “fiéis”. Mesmo os clubes mais tradicionais do Nordeste apresentam elevado número de torcedores que são “apenas simpatizantes” (gente que torce possivelmente para um grande de Sul e Sudeste e tem seu clube nordestino como segunda opção). No Paraná o cenário também se repete, com muita “torcida principal” para times de outros Estados. Santos, Fluminense e Botafogo são grandes e tradicionais clubes do país com alto índice de “simpatizantes”, o que talvez explique por que esses times têm certa dificuldade em alavancar programas de sócio-torcedor e de encher os estádios em que normalmente mandam as suas partidas. Na Série A deste ano, os times com maior proporção de “simpatizantes” são a Chape (certamente o acidente aéreo contribuiu muito para isso) e o Coelho (uma espécie de “queridinho” de Belo Horizonte).

Uma forma moderna de medir os torcedores e os simpatizantes de um time futebol é computar o alcance desses nas mídias sociais. Passarei um quadro abaixo com número de maio deste ano. A ordem das maiores torcidas do país é mantida quase sempre se compararmos com as pesquisas mostradas acima, mas aparece com destaque a Chapecoense, muito seguida nas mídias sociais exatamente pela simpatia que angariou mundo afora após o acidente aéreo na Colômbia. A pesquisa é Ibope Repucom:

Crédito da foto: EFE

Deixe seu comentário