Vitor Miranda descarta aposentadoria e já projeta futuro: 'Pretendo lutar por mais alguns anos'

Com diversos títulos no muay thai e Kickboxing, o "Lex Luthor" revela propostas de outros eventos após saída do UFC

373872
Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo

Um dos mais carismáticos lutadores brasileiros do MMA, Vitor Miranda que nas horas vagas é youtuber, aceitou o convite e comentou na edição do Bellator 204 pelo FOX Fight Club. Aproveitando a visita do 'Lex Luthor', o FOX Sports.com.br bateu um papo exclusivo com ex-atleta do UFC.

Vindo de três derrotas, o catarinense acabou não tendo o seu contrato renovado com a organização. Aos 39 anos, a aposentadoria parecia ser o destino de Vitor, porém, o lutador afirma que está empolgado com o futuro e que vem recebendo propostas de outros eventos. Tudo isso só faz o brasileiro ter uma certeza: vai continuar lutando.

Veja os jogos da La Liga no FOX Premium

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

"Estou empolgado com o futuro ainda, pretendo lutar por mais alguns anos, me sinto bem. Eu penso em alguns grandes eventos que eu gostaria de lutar, já recebi propostas de um e devo receber mais na semana que vem. Vou escolher a melhor opção, para me dedicar e fazer um sprint na minha carreira", afirmou o lutador.

Em seu último combate, Vitor Miranda acabou superado por Abu Azaitar, o revés resultou em sua saída do UFC. Apesar de garantir de que estava 100% de sua forma para o combate, o catarinense acredita que o corte de peso foi fundamental para a queda de rendimento de sua performance em suas últimas lutas. Por conta disso, Vitor afirmou que seu próximo combate será na categoria até 93 kg.

"Nessa última luta estava 100%, tinha treinado muito bem. Mas perdi na mesma maneira. Então, na minha cabeça foi o corte de peso que me prejudicou. Eu não tenho idade para ficar cortando 10, 15 quilos. Acho que foi por isso que não conseguia recuperar, mesmo muito bem tecnicamente e fisicamente. Mas chegava na luta em cinco minutos eu morria e não conseguia fazer mais nada. Para mim é o peso o problema, por isso que independente aonde for lutar agora, será na 93, vou subir de categoria novamente. Preciso tirar essa dúvida, se está na hora de eu começar a parar de lutar ou se foi o peso que me prejudicou", revelou Vitor.

Obtendo a luta em pé como o seu grande carro-chefe, Vitor Miranda que possui títulos no muay thai e kickboxing, não é um bobo no chão. Miranda é faixa-marrom de jiu-jítsu. Mas com a subida para os meio-pesados, o catarinense acredita que o seu estilo de luta será beneficiado. Para Vitor ele conseguirá impor o seu estilo de jogo na trocação.

"Eu tenho melhorado no chão, nessa última luta quase consegui finalizar, quase que o jiu-jítsu me salvou. Mas falta aquela prática diária na arte suave. Nessa idade não tem como mudar meu jogo mais. Meu jogo sempre foi de luta em pé. O meu estilo de luta não é agressivo ou explosivo, sou um cara que tenho gás, volume de jogo, vou numa marcha até o final. Nessa últimas lutas não consegui fazer isso, pois não sobrava energia, cansava muito rápido. Eu subindo de peso agora tenho certeza que vou conseguir impor meu estilo de luta pé, mantendo minhas combinações e meu volume de jogo", encerrou.

Vitor Miranda possui um cartel de 12 vitórias e sete derrotas no MMA. Obtendo muitas vitórias no cenário nacional, "Lex Luthor" foi contratado pelo UFC após passar pelo realty show da organização. Pelo evento, o catarinense obteve três triunfos e quatro revezes. Livre no mercado e motivado a continuar lutando, Vitor Miranda deve muito em breve fechar com uma nova organização.

Por: Victor Gomide e Luiz Fernando Ferreira