Thiago Alves: Mudanças nas equipes da Fórmula E

A mudança mais significativa ocorreu com a trinca Renault e-Dams, Techeetah e Virgin

370127
False

A temporada 2018/2019 da ABB FIA Formula E também tem mexido com as estruturas dos times participantes do campeonato.

Começando pela equipe Venturi, do brasileiro Felipe Massa. O time ainda não venceu na Formula E, mas fez importantes mudanças em seu corpo técnico com chegada de novos investidores, a contratação de novos engenheiros e a supervisão técnica de Susie Wolff, ex-piloto e também esposa do diretor da Mercedes, Toto Wolff. Uma mudança que pode realmente mudar o patamar da equipe.

Estreia de Vinicius Jr. no Real Madrid nesta terça no FOX Sports

Mas a mudança mais significativa ocorreu com a trinca Renault e-Dams, Techeetah e Virgin.

A Renault vai deixar a categoria e será substituída pela outra empresa do grupo, a Nissan e não anunciou até agora se terá alguma equipe cliente.

Com isso, a Techeetah mudou a fornecedora do seu Power Train. Utilizará agora o fornecido pela DS, antiga parceira da Virgin em três temporadas. Essa parceria entre Techeetah e DS foi anunciada logo após término da temporada 4 em Nova Iorque. De acordo com o diretor do time, Ivan Yim, essa parceria deixará a equipe em um novo patamar e muito mais forte.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Para não ficar a pé, a Virgin negocia uma parceria com a Audi para se tornar uma equipe cliente dos atuais campeões da Formula E. Caso não consiga fechar negócio com os alemães, a Mahindra é uma opção.

Barcelona, Real Madrid, United, Chelsea e mais: todos ao vivo no FOX Sports!

Estima-se que uma equipe venda seu Power Train para a outra pelo valor de 820 mil euros por carro, equivalente a pouco mais de 3 milhões e meio de reais.

Saiba mais:

Shakhtar quer atacante do São Paulo

Zagueiro do Santos na mira de gigantes

Flamengo pode ter retorno de Berrío

Crédito Foto: Divulgação/DS Automobilies

Deixe seu comentário