Fábio Azevedo: Clubes do Rio têm participação em regulamento confuso do Carioca

Entenda como vai ficar a reta final do campeonato e qual time leva vantagem na decisão da competição

350062
False

O Campeonato Carioca sempre teve uma das fórmulas mais simples de disputa. Dois turnos (Taça Guanabara e Taça Rio), com o vencedor de cada turno disputando a final em dois jogos. Se um time vencesse os dois turnos, levava o Estadual. Tudo bem que, em alguns anos, rolou um terceiro turno, com um triangular (envolvendo um time que somou mais pontos ao longo da competição).

Neste ano, a fórmula ficou mais confusa. Além de uma fase preliminar com times que foram rebaixados em 2017, mas ganharam sobrevida, as fases seguintes apresentaram uma série de complicações para o torcedor. Aliás, este está cada vez mais longe dos estádios. Os vazios nas arquibancadas já não mexem mais com os dirigentes.

Grécia x Suíça, adversário do Brasil na Copa, sexta, às 16h, exclusivo no FOX Sports

Voltando à fórmula do Estadual. Vou olhar somente para a reta final para tentar facilitar a explicação (espero conseguir). Os 16 clubes assinaram este regulamento confuso e não podem reclamar. Se o fizerem estarão jogando para a galera, como se estivesse dando uma satisfação para esconder a sua incompetência.

Fluminense e Botafogo disputam a final sem vantagem de empate. Caso ocorra a igualdade, o título será decidido nos pênaltis. Este jogo será no Maracanã, por opção do Tricolor, que foi sorteado como mandante. O Botafogo queria levar o jogo para o estádio Nilton Santos.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Quem vencer leva a vantagem do empate para a semifinal do Campeonato Estadual, que será disputada em jogo único nas próximas quarta e quinta. O campeão de cada turno entra com esta vantagem somente na semifinal. Logo, o Flamengo, campeão da Taça GB, também tem este benefício.

Na final, que será disputada em duas partidas, não haverá vantagem. Em caso de igualdade em pontos e saldo de gols, disputa de pênaltis. Mas, você acha que acabou, que agora ficou simples? Calma porque os confrontos semifinais dependem do vencedor da Taça Rio. (veja na imagem abaixo)

Saiba mais:

Barça monitora Paulinho, do Vasco

Tite está em lista de alvos do PSG

Santos contrata desejo do Palmeiras

E toda esta confusão na tabela poderia ser pior. Se o Flamengo ganhasse o segundo turno, o Boavista, time com a 5ª melhor campanha, entraria na semifinal, na vaga do Flamengo, que já estaria na final do Estadual. Sendo que a grande final passaria a ser disputada em jogo único e com a vantagem do empate para o Rubro-negro. Entendeu?

Ano que vem, os clubes prometem se superar e tirar uma fórmula ainda mais confusa para tirar o torcedor do estádio. Menos é mais, mas parece que esta máxima não entra em campo quando os cartolas resolvem se trancar em uma sala na federação para tratar de um tema: tabela.

O calendário com 18 datas e o sistema com dois jogos finais, sem que o vencedor dos dois turnos seja declarado campeão automaticamente, é um pedido da detentora de transmissão. Logo, o sistema de disputa pode mudar porque já foi cumprido o prazo de dois com a mesma fórmula, mas um formato sem final ou finais não vai entrar em debate.

Crédito Foto: Úrsula Nery/Agência FERJ

Deixe seu comentário