Fabio Azevedo: Flamengo abre as portas para o 'Império do Amor' em busca de um passado de glórias

Rubro-Negro quer que Adriano volte ao clube para uma avaliação e tratamento, mas ainda sem intenção de contrato; por outro lado, Vagner Love segue como opção para reforçar ataque da equipe

340065
False

No fim do ano passado, publiquei que o Flamengo abriria as portas para a recuperação do ser humano Adriano. O jogador não atua desde 2014 e sofreu duas cirurgias no tendão, ambas com processo de recuperação inacabado (por culpa do atleta). Adriano faltou sessões, se arrepende disso e paga a conta em 2018.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Amado pelo torcedor do Flamengo, ele ainda não jogou a toalha da aposentadoria. Por isso, o clube que o formou abre as portas para ele se cuidar. A diretoria quer que ele volte ao Flamengo para uma avaliação e tratamento. Agora, se depois a relação vai virar um contrato, a história muda de figura. Hoje, não tem nada de contrato. 

Rivais dos brasileiros e muito mais: a semana no FOX Sports 

Tudo vai depender da avaliação inicial e, principalmente, do empenho do Adriano na recuperação. O peso do tempo inativo pode jogar contra ele, mas vale apostar no ser humano. O Flamengo pode até não recuperar o jogador, porém vale a chance de recuperar a saúde de quem trabalhou e viveu dentro do clube.

Só que esta aposta ainda está longe de ser feita, bem diferente de outra: Vagner Love. O atacante voltou para a Turquia para negociar um empréstimo com o Alanyaspor. Não vejo esta contratação como necessária, uma vez que o Flamengo precisa de um camisa 9, algo que Love não é.

Saiba mais

Palmeirenses “invadem” Instagram de Geromel

Pascoal: o que levou Corinthians a “vetar” Gilberto

Alan Kardec não descarta volta ao Brasil

Alguns vão dizer que ele pode ser um falso 9, ok. Pergunto: vale investir R$ 600 mil de salários com um 9 que não é 9? Será que mais velho, o Love vai dar conta do recado ou a volta dele é um carinho no torcedor que anda desconfiado com as últimas temporadas e quer alguém com “pele rubro-negra”? Se fosse dirigente, investiria este valor em um camisa 9.

Se o Adriano voltar (este, sim, é um camisa 9), o Império do Amor estaria sendo resgatado. Só acho que o tempo passou e o Flamengo precisa olhar para frente. O passado está escrito e ninguém apaga, assim como as conquistas. Agora, viver dele é sempre um risco, algo que o clube não pode viver nesta temporada.

Concordo que não dá para apostar tudo no Vizeu e no garoto Lincoln, mas precisa ter cuidado para não cair nos velhos erros de outras gestões.

(Crédito da imagem: Foto Arena)

Deixe seu comentário