PVC diz onde o Junior Barranquilla pode complicar o Flamengo na Sul-Americana

Antes do duelo de ida, válido pela semifinal da Conmebol Sul-Americana, faço um balanço do que o time colombiano pode aprontar para cima do Rubro-Negro

332514
Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo

De olho em um título inédito em sua história, o Flamengo recebe o Junior Barranquilla, da Colômbia, nesta quinta-feira (23 de novembro), no Maracanã, pela partida de ida da semifinal da Conmebol Sul-Americana. O FOX Sports e APP FOX Sports transmitem o duelo, ao vivo, a partir das 21h. Antes da hora da verdade, faço um breve resumo as principais armas da equipe colombiana, que tem como destaques os atacantes Yimmi Chará e Teófilo Gutierrez. 

O Junior tem o Chará que é muito rápido, tem o Teófilo Gutierrez que é goleador, mas tem uma capacidade de troca de passes importante. Temos uma mania de dizer que todo time que vem jogar contra um adversário brasileiro no Brasil vem para se defender, mas é só ver o Lanús contra o Grêmio que você vai entender que não foi se defender. O Lanús teve posse de bola. Posse de bola defensiva teve, mas qual foi o pecado do Grêmio contra o Lanús? Foi não cortar a linha de passe do Lanús. O Grêmio não conseguiu roubar uma bola no campo de ataque, tirando as bolas que o Andrada colocou nos pés do Ramiro e do Arthur, o Barrios e o Luan não roubavam bola no ataque, então se você deixar o Lanús tocar, no toca, toca, toca, só no contra-ataque, pensando que não tem problema, mas quando prestar atenção, eles já estão na cara do gol. Eles querem a bola. Então não é verdade que eles estão vindo aqui para se defender, eles estão atacando de uma maneira cínica. É preciso desarmar, cortar, essa maneira cínica de jogar, isso é desarme. Desarme porque eu vou ter a bola, eu vou tirar a bola de você de qualquer jeito e com a posse da bola vou construir meu jogo. Essa é a grande diferença. O Junior vai ter essa mesma característica, como foi contra o Sport, no Recife. O Junior deu um "totó" no Sport, então o Leão não ficou com a bola. Esse é o risco do Flamengo também.

Libertad, do Paraguai, e Independiente, da Argentina, decidem a outra semifinal. Na última terça-feira, 21, os paraguaios venceram os "Rojos" por 1 a 0, em casa. 

(Crédito da foto: Twitter Junior Barranquilla)