Libertadores tem "maldição" para clubes que venceram partida de ida da final pela contagem mínima

Das últimas cinco equipes que perderam o 1° ato da decisão por 1 a 0, quatro terminaram como campeões

332457
False

Nesta quarta-feira (22 de novembro) o Grêmio deu um passo importante rumo à conquista do tricampeonato da Conmebol Libertadores Bridgestone, ao vencer o Lanús-ARG na Arena por 1 a 0, gol marcado por Cícero já no fim do jogo.

Apesar da vantagem, porém, o histórico da competição continental mostra que o Tricolor Gaúcho não deve ficar assim tão tranquilo. Isso porque existe uma certa “maldição” que tem ajudado as equipes que perderam a partida de ida por 1 a 0 nos últimos anos.

Para se ter noção, das cinco equipes que iniciaram a decisão com vantagem mínima na primeira partida, quatro delas acabaram terminando o torneio como vices. A única exceção foi o Vélez, na Libertadores de 1994, que venceu o São Paulo por 1 a 0 no primeiro confronto, na Argentina, perdeu a volta, no Morumbi, também por 1 a 0, mas sagrou-se campeão nos pênaltis. Veja o retrospecto:

1988 – Nacional (URU) campeão

19-10-1988 Newell's Old Boys (ARG) 1-0 Nacional (URU)

26-10-1988 Nacional (URU) 3-0 Newell's Old Boys (ARG)

1992 – São Paulo campeão

10-06-1992 Newell's Old Boys (ARG) 1-0 Sao Paulo (BRA)

17-06-1992 Sao Paulo (BRA) 1-0 (3-2) Newell's Old Boys (ARG)

1994 – Vélez Sarsfield (ARG) – Única exceção*  

24-08-1994 Vélez Sarsfield (ARG) 1-0 Sao Paulo (BRA)

31-08-1994 Sao Paulo (BRA) 1-0 (3-5) Vélez Sarsfield (ARG)*

1996 – River Plate (ARG) campeão

19-06-1996 América de Cali (COL) 1-0 River Plate (ARG)

26-06-1996 Final River Plate (ARG) 2-0 América de Cali (COL)

1999 – Palmeiras campeão

02-06-1999 Deportivo Cali (COL) 1-0 Palmeiras (BRA)

16-06-1999 Palmeiras (BRA) 2-1 (4-3) Deportivo Cali (COL)

Veja também:

Exclusivo! Olheiros do Barça na cola de destaque do Grêmio

Eugênio: Fla terá que anular dupla do Barranquila para ir à final 

Crédito foto: divulgação/ Grêmio 

 

 

Deixe seu comentário