Fabio Azevedo: Como o Vasco de Zé Ricardo foi do desespero ao sonho

Vasco pode começar a sonhar com voos mais altos dentro do Campeonato Brasileiro graças ao jeito Zé Ricardo

327065
False

Nem toda mudança de comando traz benefício para uma equipe. É comum observar que a troca, muitas vezes, é para dar satisfação aos torcedores, mas no caso do Vasco, a mudança era obrigatória. O ambiente com o técnico Milton Mendes já não era de extrema leveza (para usar um termo leve), os medalhões estavam incomodados e os métodos de trabalho eram questionados. 

Faltava alguém para dar um basta e mudar o rumo da caravela, que caminhava para o naufrágio, para aportar na série B novamente. Do risco de rebaixamento (hoje, 2% - segundo o matemático Tristão Garcia) à Libertadores (26%), o time deu um salto de qualidade dentro de campo. 

O time passou a jogar bem, mais protegido e correndo menos riscos defensivos. Não chega a ser brilhante na parte ofensiva, mas dá sinais de recuperação e evolução. São seis jogos no comando do técnico Zé Ricardo, com três vitórias, dois empates e uma derrota em menos de 40 dias de trabalho.

Veja a programação do FOX Sports

Os jogadores estão impressionados com os métodos de trabalho do novo treinador e o resultado é evidente. Ele recuperou os medalhões, como Nenê, que está melhor posicionado em campo, e soube encaixar a nova zaga com Breno e Anderson Martins, que só levou quatro gols em seis partidas. Sendo que antes da chegada do novo treinador, o Vasco tinha sofrido 32 gols em 22 jogos.

Faltam 10 rodadas até o fim do Campeonato Brasileiro e os próximos três jogos vão indicar por onde a caravela vai navegar. Atlético-GO (fora), Coritiba (Maracanã) e Flamengo (Ilha do Urubu) são os adversários. Sete pontos darão ao Vasco a certeza de que o rebaixamento já era e de que vaga para a Libertadores está logo ali.

Outro ponto positivo para esta arrancada é a presença do verdadeiro torcedor, daquele que quer o bem do clube, sem bandeira política. Por isso, o Maracanã entra em cena e de forma positiva.

Que os resultados de campo não sejam usados de forma eleitoreira, pois a discussão neste campo é bem diferente e para uma outra coluna.

Saiba mais:

Ronaldinho detalha saída do Barcelona

Mourinho aceita troca por Bale

SP nega interesse em diretor do Fla

Crédito: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Deixe seu comentário